Walter Alves / O Estado do Paraná
Flávio é a grande novidade
coxa no Brinco de Ouro.

Em casa, o Coritiba aposta na filosofia de forte marcação e ganha, mesmo que com sofrimento. Fora, em contrapartida, o estilo é mais eficiente ainda vencendo e jogando bem.

Por isso, a turma alviverde está confiante em um bom resultado hoje, às 16h, contra o Guarani, no Brinco de Ouro. Além do bom momento, com três vitórias seguidas, o objetivo é explorar o mau momento do adversário.

Se o Coxa está bem, o Bugre está na “bacia das almas”. O time de Campinas terminou o primeiro turno na 20.º colocação, ou seja, o primeiro logo após a zona de rebaixamento. Essa pressão que envolve os donos da casa será aproveitada pelos alviverdes. “Claro que queremos o resultado, mas a pressão está toda voltada para o Guarani”, confessa o zagueiro Flávio, uma das novidades da equipe – ele entra no lugar do suspenso Miranda.

Mas o próprio zagueiro afirma, indo ao encontro do discurso de Antônio Lopes, que nada está ganho. “O professor sempre fala que nós temos que encarar cada partida como a última do campeonato. E que todos os adversários são difíceis. Jogando em Campinas, o Guarani vai impor muitas dificuldades”, afirma Flávio. “Nós precisamos estar sempre atentos. Não tem jogo ganho, e o Coritiba é uma prova disso. Entramos em campo derrotados pelo Goiás, porque todos diziam que não teríamos como vencê-los. E ganhamos”, relembra o treinador.

A principal preocupação do Delegado – e dos jogadores – é a manutenção do estilo de jogo. “É assim que estamos vencendo, e é dessa forma que iremos continuar jogando”, diz o atacante Aristizábal. “Do jeito que o campeonato está indo, os três pontos serão sempre maravilhosos”, concorda o goleiro Fernando. “Foi atuando assim que conseguimos um equilíbrio. No primeiro turno, jogamos partidas bem no ataque e mal na defesa, e vice-versa. Agora, conseguimos uma estrutura boa, e que está dando resultado”, completa Lopes.

Em campo, o treinador faz mistério. Com a saída antecipada para Campinas, Antônio Lopes deixou persistir a dúvida quanto à formação do meio-campo. Ontem não aconteceu treinamento tático, e assim a definição fica para momentos antes do jogo. Mas ele dificilmente mudará a forma “conservadora de jogo – e desta forma Pepo será mesmo o substituto de Roberto Brum, fazendo dupla de volantes com Ataliba. A outra opção seria a entrada de Alexandre Fávaro, com Luís Carlos Capixaba jogando mais atrás.

CAMPEONATO BRASILEIRO
GUARANI X CORITIBA

Guarani: Jean; Carlinhos, Nenê e João Carlos; Dida, Glauber, Roberto, Caio, Simão (Patrick) e Adílio; Sandro Hiroshi. Técnico: Lori Sandri

Coritiba: Fernando; Jucemar, Flávio, Alexandre e Adriano; Ataliba, Pepo, Luís Carlos Capixaba e Cléber; Aristizábal e Tuta. Técnico: Antônio Lopes

Súmula
Local
: Brinco de Ouro (Campinas-SP)
Horário: 16h
Árbitro: Elvécio Zequetto (MS)
Assistentes: Alécio Aparecido Lezzo (MS) e Paulo César Pereira de Freitas (MS)