enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Coritiba prepara time para tentar reverter

  • Por Cristian Toledo
Roberto Brum ainda marcou nenhum
gol com a camisa do Coritiba.

Não há vantagens, não há muito o que pensar. Para seguir na Copa do Brasil, o Coritiba terá que passar pelo Ituano amanhã, às 20h30, no Couto Pereira. E não é simples assim. É necessário vencer por três gols de diferença para avançar à segunda fase. Se for o caso, o resultado de 2×0 favorável leva a partida para os pênaltis. Com qualquer situação, portanto, o Coritiba terá que marcar gols. E jogar ainda mais ofensivamente.

Claro que não se pode preparar a equipe de outra maneira, mas o técnico Paulo Bonamigo garante que não adiantará só jogar no ataque, sem qualquer consciência tática. “Nós passamos por momentos de dificuldade e sempre mantivemos a calma. Agora não será diferente. Precisamos jogar com serenidade, porque se não tivermos paciência para derrotar o Ituano, vamos nos complicar”, adverte o treinador.

Na gíria do futebol, Bonamigo diz algo que se resume como “não querer marcar o segundo gol antes do primeiro”. Para ele, o ideal é manter o estilo tático usado normalmente. “Se formos pensar em desespero, será mais difícil ainda. A nossa intenção é ganhar e classificar, mas teremos noventa e cinco minutos para conseguir isso”, comenta o técnico, já incluindo até os descontos na partida de amanhã.

E Bonamigo quer que essa calma se manifeste não só dentro de campo, como também fora dele. Tanto é verdade que ele acredita que os desperdícios do Coritiba no ataque não preocupam. “Muito pelo contrário. Só tem chances quem cria, e nós estamos criando boas oportunidades. Talvez não tenhamos a mesma eficiência que nos primeiros jogos, mas estamos conseguindo nossos objetivos”, explica.

Mas para os atletas, a preocupação é evidente. “Não sei o que está acontecendo, se às vezes nós estamos displicentes. Mas a verdade é que estamos perdendo muitos gols, e isso é decisivo nesta partida contra o Ituano”, diz o meia Tcheco. Coincidência ou não, o Coritiba treinou basicamente arremates a gol ontem à tarde, no CT da Graciosa.

Time

A diretoria coxa praticamente descartou a utilização de Leandro na partida de amanhã. Há uma brecha no regulamento da Copa do Brasil, mas mesmo assim não há tempo hábil para registrar o jogador, porque a CBF reabriu suas portas somente na tarde de ontem, inviabilizando a regularização do lateral. “Ainda há esperanças, mas é muito difícil”, reconhece o secretário Domingos Moro.

Com isso, a equipe que entra em campo amanhã será a mesma que iniciou a partida contra o Londrina, com Ricardo na ala esquerda – Bonamigo até pensou na hipótese de mexer (a opção seria Fernando Mello), mas acabou mantendo o jovem jogador como titular. A formação coxa terá Fernando; Ceará, Fabrício, Juninho e Adriano; Reginaldo Nascimento, Roberto Brum, Tcheco e Lima; Edu Sales e Marcel.

Brum reconhece dívida, mas sabe que tem crédito

Roberto Brum domina. Com estilo, ele dribla o zagueiro e fica de frente para o goleiro. Ele prepara o corpo, chuta e… Para fora. O volante já teve chances claras de marcar seu primeiro gol com a camisa do Coritiba, e ficou pelo caminho em todas elas. O “Senador”, apesar do ótimo momento, ainda está no prejuízo quanto a colocar a bola na rede. E herda o ?jejum? de Reginaldo Nascimento, agora “artilheiro”.

Brum reconhece que perdeu gols incríveis, principalmente o último (descrito acima) no jogo contra o Londrina. “Se eu fizesse esses gols, ficaria muito feliz. Mas o futebol é assim”, resigna-se. O volante sabe que esses lances ficam muito mais marcados porque raramente ele tem chances tão claras. “Os atacantes estão toda hora na cara do gol, e por isso o pessoal acaba esquecendo os erros deles. Eu não, eu vou lá só de vez em quando”, brinca.

Mesmo com as falhas nos arremates, Roberto Brum não pode se queixar. Ele é um dos ídolos do Coritiba – e até por isso está consciente do momento do clube. “Nós estamos em uma semana decisiva, e não podemos nos descuidar um momento sequer. Eu já vivi decisões, e sei da importância desse título paranaense. E também do quanto vale a Copa do Brasil”, avalia. Animado, o “Senador” pensa até em marcar o gol da classificação. “Quem sabe o momento não está chegando?”, pergunta.

“Matador”

Reginaldo Nascimento também sofreu com isso. Ele passou quatro anos no clube até marcar o primeiro gol, na partida contra o Goiás, em setembro do ano passado. “Demora, mas é muito bom”, reconhece. Outro que penou até conseguir se encontrar com as redes foi Ataliba, que ainda pertence ao Cori mas está no Sport. Até o gol contra o Nacional de Manaus, pela Copa do Brasil de 2001, ele não marcara sequer um gol como profissional – depois ele marcou outros dois, também com a camisa coxa. (CT)

Ituano já treina em Curitiba

AE

Confiante na classificação para a segunda fase da Copa do Brasil a delegação do Ituano deixou a cidade na manhã de ontem e à tarde já treinou na capital paranaense.

O técnico Ruy Scarpino está bastante confiante, porque terá todo seu elenco à disposição. O mais provável é a formação do quadrado de meio-de-campo com dois volantes de características defensivas: Everaldo e Pierre.Ao mesmo tempo, teria dois meias habilidosos e criativos: Elson e o experiente Jackson.

A definição do time, no entanto, só deve sair momentos antes do jogo.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas