O atacante Emerson está vivendo um momento único em sua carreira. No Corinthians que lidera o Campeonato Brasileiro com seis pontos de folga sobre o segundo colocado, o ex-jogador de Flamengo é Fluminense é reserva de Jorge Henrique, Liedson e Willian.

Emerson, porém, não se incomoda com a situação inédita e garante seguir empenhado. “Para mim é novidade. Na minha carreira, nunca fiquei na reserva pelos clubes em que passei. Estou tendo a maior paciência do mundo, porque é assim que tem que ser. Eu estou trabalhando como todos os outros que não estão jogando, porque a oportunidade aparece e quando aparecer tem de mostrar que tem condições”, comentou o atacante, que garantiu ainda que sabe que não pode perder o foco.

Estar sempre atento ao objetivo é, segundo Emerson, o segredo também para o grupo, que visa manter-se bem no Brasileiro. “O clube tem que estar focado em permanecer entre os três, quatro primeiros. Esse é o objetivo porque, aí sim, no final, o bicho pega e quem sabe a gente não dá uma arrancada para ficar com o título.”

De acordo com o jogador, o grupo corintiano tem sido diariamente cobrado para manter os pés no chão. “A comissão técnica vem dizendo para gente quase todos os dias para não dar muitos ouvidos a esses números e coisas que vem de fora. Importante é estar focado e ciente do que tem de ser feito, sabendo que é campanha boa, mas com pés no chão. O Corinthians não vai ganhar todas as partidas.”

Mesmo sendo reserva e às vésperas de ganhar a concorrência também de Adriano, Emerson garante que Tevez seria bem vindo. “Tomara que venha. Quanto mais, melhor. É um jogador de muita qualidade, que teve uma passagem bonita e só viria para ajudar”, analisou.