Com um gol do atacante Guerrero e outro do volante Edenílson, o Corinthians venceu o Inter por 2 a 0, no Beira-Rio, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado deixou o time paulista na quinta posição, com 56 pontos, enquanto a equipe gaúcha estacionou nos 51 pontos e não tem mais chances de se classificar para a Libertadores.
Com os times praticamente completos, Inter e Corinthians entraram em campo sem maiores pretensões neste Brasileiro.

Para a equipe gaúcha, era mais uma chance de terminar o campeonato dignamente. O clube paulista usava a partida como uma preparação para o Mundial.

Até pela falta de objetivo de ambos, o primeiro tempo deixou a desejar. Apenas no final do período inicial, as equipes criaram algumas situações de gol.

Aos 40min, o atacante Leandro Damião recebeu livre, mas o assistente marcou de forma equivocada o impedimento.

Logo na sequência, D’Alessandro cobrou uma falta da meia-lua com perigo. A bola passou perto do travessão.

Apesar dos sustos, quem abriu o placar foi o Corinthians. Depois de mandar uma bola na trave com Martínez, o time paulista inaugurou o marcador com um gol de cabeça do atacante peruano Guerrero. O meia Douglas foi o autor da assistência.

Na volta do intervalo, o mesmo Douglas, logo aos 25s, cruzou na área, a bola foi desviada por Índio e explodiu na trave. Ninguém aproveitou para ampliar a vantagem corintiana.

De forma desordenada, o Inter buscava o empate. O técnico Fernandão colocou o centroavante Cassiano na vaga do volante Ygor. Depois, ele sacou Forlán para a entrada de Rafael Moura.

Tite respondeu com o retorno de Emerson, que ficou afastado dos gramados por cinco jogos. Ele entrou aos 17min da etapa final. Romarinho também participou do duelo ao substituir Guerrero.

Aos 34min, o camisa 31 ficou livre na pequena área, mas chutou em cima do goleiro Muriel. Romarinho se redimiu quando cruzou para Edenílson, de primeira, definir o placar. O volante tinha acabado de entrar no lugar de Douglas.

Na penúltima rodada, o Corinthians faz o clássico contra o Santos. O Inter, sem nenhuma pretensão, encara a Portuguesa, que ainda luta para ficar na primeira divisão.

INTERNACIONAL
Muriel; Edson Ratinho (Elton), Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Ygor (Cassiano), Guiñazú, Fred e D’Alessandro; Forlán (Rafael Moura) e Leandro Damião. Técnico: Fernandão

CORINTHIANS
Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Douglas (Edenilson) e Danilo; Martínez (Emerson) e Guerrero (Romarinho). Técnico: Tite

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Gols: Guerrero, aos 47min do 1º tempo; Edenilson, aos 45min do 2º tempo
Cartões amarelos: Fabrício, Guiñazu, Edson Ratinho (I), Douglas, Alessandro e Chicão (C)