Por precaução, um dia depois da eliminação na Libertadores, o Corinthians reforçou a segurança do CT Joaquim Grava. No entanto, não havia protestos de torcida. Os policiais chegaram ao CT antes do início do treino, marcado para começar às 15h30. Depois, foram embora.

O clima é calmo apesar da derrota para o Guaraní por 1 a 0, quarta-feira à noite, no Itaquerão. Nem mesmo no estádio houve protestos com a saída do time da competição.

Os titulares corintianos que enfrentaram o Guaraní treinaram normalmente na academia. Eles fizeram um trabalho de recuperação. Renato Augusto, com trauma na perna esquerda, é dúvida para o jogo deste sábado, contra a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro.