O primeiro reforço do Corinthians para 2015 chegará a São Paulo na noite desta terça-feira e na quarta fará exames médicos e assinará contrato por quatro anos. É o atacante colombiano John Stiven Mendoza, de 22 anos, que nos últimos três meses foi companheiro de Elano no Chennaiyin, time da Índia que é dirigido pelo italiano Marco Materazzi (campeão mundial em 2006).

Mendoza chega de graça porque seu vínculo com o clube indiano termina este mês – o campeonato, em sua primeira edição, tem apenas oito equipes e três meses de duração. Na Índia ele recebia US$ 45 mil (R$ 120 mil) por mês e o valor do salário também facilitou a negociação.

O atacante jogou na seleção colombiana sub-17 e sub-20 e agora luta para recuperar o tempo perdido e chegar à equipe principal. Sua carreira foi atrasada por um litígio com o Envigado (que era dono de seus direitos econômicos), que só chegou ao fim em setembro, quando ele conseguiu a carta de liberdade com o apoio da Fifa.

Em agosto ele passou uma semana treinando no Parma, mas não pôde ser contratado porque o imbróglio com seu clube na Colômbia não chegou ao fim antes do fechamento da janela de transferências internacionais.

Mendoza terá menos de um mês para convencer que pode ser titular no começo da próxima temporada. Com a possível saída de Malcom, a vaga ao lado do peruano Guerrero está aberta e a pré-temporada pelos Estados Unidos vai definir a nova dupla ofensiva do time.

E o novo reforço vai chegar com uma viagem marcada para o seu país. O Corinthians vai enfrentar um time colombiano na fase preliminar da Copa Libertadores e o adversário será conhecido nos próximos dias entre Once Caldas e Independiente Santa Fé. Nas duas opções, o confronto marcado para o dia 11 de fevereiro será na altitude colombiana.

Caso o jogo seja diante do Once Caldas, o jogo de volta por vaga no grupo da morte será em Manizales, a 2.153 metros. Se for contra o Independiente Santa Fé, será na capital Bogotá, com 2.640 metros acima do nível do mar.

Ciente de que precisará de um treinamento especial para este jogo – o primeiro duelo do mata-mata será no dia 4, no estádio Itaquerão, em São Paulo – o Corinthians até estuda um pedido de adiamento do clássico contra o Palmeiras, marcado para 8 de fevereiro, na Allianz Parque. A diretoria gostaria de passar alguns dias na Colômbia para aclimatação.

Nesta terça o clube comemora dois anos do título mundial ganho no Japão. E para aumentar a festa deve anunciar a volta do técnico Tite.