O clima entre Corinthians e São Paulo está cada vez mais quente para o clássico de domingo, pelo Campeonato Paulista. Depois de reclamar por receber apenas 10% dos 68 mil ingressos, a diretoria alvinegra agora questionou a escalação de Cléber Wellington Abade para a partida desta quarta-feira contra o Mogi Mirim, no Pacaembu.

O Corinthians tem cinco jogadores pendurados com dois cartões amarelos: Lulinha, Túlio, André Santos, Otacílio Neto e Elias. A preocupação do clube é que Abade “tire” esses jogadores do clássico contra o São Paulo.

De acordo com o diretor de futebol Mário Gobbi, o Corinthians pode ser prejudicado por Abade. O dirigente afirma que o árbitro não tem uma boa relação com o técnico Mano Menezes. “O Abade era o quarto árbitro no jogo contra o Botafogo pela Copa do Brasil, no ano passado, e ele pediu a expulsão de Mano”, reclama.

Gobbi aproveitou para cutucar o time do Morumbi. Além de afirmar que o São Paulo não rompeu com a Federação Paulista de Futebol (FPF), o dirigente disse que o rival foi ajudado pela arbitragem na última rodada. “No jogo passado anularam um gol legítimo do adversários [Botafogo de Ribeirão Preto]. Estamos realmente preocupados.”