Corinthians e São Paulo costumam protagonizar jogos disputados, quentes, e na semifinal da Copa São Paulo de Futebol Junior não foi diferente. No estádio Major Levy Sobrinho, o Limeirão, em Limeira, o Corinthians levou a melhor ao vencer o clássico por 3 a 0 e, assim, garantir vaga na final contra o Botafogo-SP, que derrotou o Palmeiras por 2 a 1, em Barueri.

Esta será a 16.ª final do Corinthians na Copinha, sendo que é o maior vencedor com oito títulos conquistados, sendo o último em 2012. O São Paulo, por sua vez, tentava chegar à 10.ª final na sua história para brigar pelo quarto título.

A decisão da 46.ª edição será disputada neste domingo, quando se comemora o aniversário da cidade de São Paulo, às 10h50, no estádio do Pacaembu. A direção do Corinthians pretende, nesta sexta-feira, pleitear junto à Federação Paulista de Futebol (FPF) que a decisão aconteça no Itaquerão.

Havia muita preocupação em relação à segurança dentro e fora do estádio. Foram deslocados 200 policiais para garantir a tranquilidade a todos. Dos 16 mil ingressos colocados à venda, 10.135 foram vendidos. As duas torcidas ficaram posicionadas em lados opostos das arquibancadas. E os sãopaulinos só deixaram o Limeirão 30 minutos após o término do jogo.

COMEÇO TENSO – Assim como no profissional, o clássico da garotada iniciou tenso, com pouca técnica e muito chute para cima. Com jogadores talentosos dos dois lados, como Matheus Cassini e Gabriel Vasconcellos, do Corinthians, e Luiz Araújo e João Paulo, do São Paulo, os times colocaram a bola no chão após os minutos iniciais e o jogo ficou mais interessante.

A primeira chance clara de gol resultou em bola no fundo da rede. O Corinthians chegou com Maycon, que deu lindo passe de três dedos para Matheus Vargas. O atacante dominou a bola já tirando do zagueiro e, cara a cara com o goleiro, tocou no canto esquerdo. Isso aos 21 minutos. Lucas Paes ainda encostou na bola, mas não o suficiente para evitar o gol.

O Corinthians continuou melhor e, aos 31 minutos, ampliou o marcador. Após falta de atenção da defesa do São Paulo, Marciel cobrou falta rapidamente e encontrou Léo Príncipe livre. O lateral invadiu a área e bateu alto, na saída de Lucas Paes, aumentando a vantagem corintiana.

Na volta do intervalo, porém, o São Paulo dominou. Logo no primeiro lance, João Paulo finalizou na trave. A bola ainda passou em frente ao gol do Corinthians, mas ninguém completou a jogada. Na sequência foi a vez do goleiro Caíque França entrar em ação. João Paulo, mais uma vez, cabeceou com perigo e o goleiro fez excelente defesa.

O balde de água fria, porém, veio aos 26 minutos. Marcinho, que entrou no lugar de Matheus Cassini, cabeceou a bola para a área e encontrou Gabriel Vasconcellos, artilheiro do Corinthians. O atacante girou sobre a marcação para marcar o terceiro e decretar o fim da partida.