Ao fim da segunda rodada do Mundial, seis seleções conquistaram lugar nas oitavas de final: Holanda, Chile, Colômbia, Costa Rica, Argentina e Bélgica. Nenhuma delas garantiu o primeiro lugar do grupo. Como há cinco eliminadas (Camarões, Austrália, Espanha, Inglaterra e Bósnia), 21 times buscarão no terceiro jogo as dez vagas em aberto nas oitavas de final.

A seleção brasileira se classifica em primeiro do grupo A se vencer nesta segunda-feira Camarões, desde que um triunfo mexicano sobre a Croácia no jogo paralelo seja, no máximo, por um gol a mais do que o brasileiro (se o Brasil vencer Camarões por 1 a 0, por exemplo, o México só poderia ganhar por 2 a 0). Se empatar com Camarões, o Brasil só será o líder se houver empate entre mexicanos e croatas. Caso perca o jogo, o Brasil ainda se classifica com uma vitória do México. Se os mexicanos perderem, o revés brasileiro pode ser só por um gol a mais do que o mexicano (derrota brasileira por 2 a 0 e mexicana 1 a 0, por exemplo). Ainda na hipótese de uma derrota brasileira, um empate entre Croácia e México elimina o Brasil. México e Croácia disputam uma vaga diretamente, com os mexicanos jogando pelo empate.

No Grupo B, o jogo que vale é o de Holanda e Chile, no Itaquerão, às 13 horas. Os holandeses jogam pelo empate para terminar na frente. As eliminadas Austrália e Espanha cumprem tabela. Pelo Grupo C, a Colômbia já garantiu classificação. Seu rival nesta terça às 17 horas será o Japão, que precisa ganhar para avançar e torcer contra a Costa do Marfim, que enfrenta a Grécia. Se os gregos ganharem, os japoneses torcem para que não seja desfeita a vantagem de 2 gols de saldo que o Japão tem. Os africanos passam ganhando ou empatando, desde que Japão não vença a Colômbia. A Grécia tem de ganhar e esperar que o Japão não vença (e se o Japão ganhar, os gregos precisam tirar a vantagem japonesa de 2 gols no saldo).

No Grupo D, a Costa Rica joga por um empate contra a Inglaterra, também na terça, a partir das 13 horas, para ser a primeira do grupo. Italianos e uruguaios disputam a outra vaga, com a vantagem do empate para a Itália. Pelo Grupo E, a França tem uma possibilidade remota de ficar fora da próxima fase. Os franceses jogam com os equatorianos na quarta-feira, às 17 horas, precisando do empate para ficar em primeiro. O Equador precisa ganhar e torcer contra a Suíça, que enfrenta Honduras (se a Suíça ganhar, os equatorianos torcem para que não tirem a diferença de 2 gols de saldo, favorável ao Equador). A Suíça passa se vencer Honduras e o Equador não superar a França. Honduras precisa ganhar por dois gols de diferença para superar a Suíça e reverter a desvantagem de 4 gols no saldo em relação aos equatorianos.

ARGENTINA PELO EMPATE – Já pelo Grupo F, a Argentina joga pelo empate na quarta-feira, às 13 horas, contra a Nigéria para ficar em primeiro. Se ganharem, os nigerianos garantem a primeira colocação. O Irã se classifica se ganhar da Bósnia e a Argentina vencer a Nigéria. No Grupo G, a Alemanha joga pelo empate com os Estados Unidos, na quinta-feira, às 13 horas, para conquistar o primeiro lugar do grupo. Os EUA levam a primeira colocação se vencerem. Gana e Portugal levam a vaga com uma vitória, desde que não haja empate entre EUA e Alemanha e desfaçam sua desvantagem no saldo de gols (o ganês é -1, o português é -4, o americano é 1 e o alemão é 4).

Pelo Grupo H, a Bélgica precisa de um empate na quinta-feira, às 17 horas, para garantir o primeiro lugar da chave. A Argélia joga por um empate para conseguir uma vaga, desde que os sul-coreanos não batam os belgas por 3 gols de diferença. A Rússia avança se vencer os argelinos e a Coreia do Sul não ganhar dos belgas.