A etapa da Copa São Paulo de Kart, disputada há poucos dias na Granja Viana, foi considerada uma prévia do Brasileiro que se avizinha. Na Super F4, Yuri Alves
foi o primeiro, seguido por João Gonçalves e Nelsinho Stanisci. Oscar Alves venceu na classe Sênior, assim como Paulo Frare na Light.

Pela Shiffer, Dennis Dirani foi o vencedor pela segunda etapa consecutiva. João Gonçalves conquistou mais um segundo lugar, à frente de Danilo Dirani. Paulo Carcasci, hexacampeão brasileiro de kart, levou a vitória na Classe Sênior e Carlos Araujo na Sixpeed.

A prova da Stock 125 foi vencida por Allan Massaini, com Willian Freire em segundo e Gustavo Almeida em terceiro. Beto Rossi foi o ganhador entre os pilotos da classe Sênior.

Na Mirim, Gianluca Petecof foi o primeiro, seguido por Gabriel Lopes e Fernando Barros. A família Fontana fez dobradinha na prova da Cadete. Yanni Fontana chegou em primeiro, com a piloto Zaya Fontana na segunda colocação, à frente de Matheus Olivério.

Vitor Batista ganhou na categoria Junior Menor. Victor Miranda terminou em segundo e Yurik Carvalho foi o terceiro. Pela Junior, vitória de Gabriel Casagrande, seguido por Thiago Vivacqua e Flávio Matheus.

Fernando Crocce, piloto da classe Sênior, foi o vencedor da categoria Executive, com Welson Jacometti e José França completando os três primeiros. Crocce repetiu a dose na prova da categoria Sênior, a qual venceu sendo piloto Super Sênior. Michel Aboissa foi o segundo, à frente de Renato Russo.

Jonathan Louis, André Pedralli e Guilherme Sallas foram, respectivamente, primeiro, segundo e terceiro na Shifter Junior. Pela Super Cadete, Gabriel Sereia foi
o vencedor, Zaya Fontana conquistou a segunda colocação e Pedro Cardoso foi o terceiro.

Pela Pró 500, a dupla Willian Freie e João Gonçalves venceu, com Marcelo Dias em segundo e a equipe MV Racing Stop Aço, primeira colocada da Sênior, em terceiro.
A equipe Bee Racing fez dobradinha na Light.

A Parakart, categoria que conta com karts adaptados pela Mingo Racing para portadores de necessidades especiais, teve duas corridas. Na prova válida pela quarta etapa, vitória de Thiago Cenjor, com Rafael Rodrigues em segundo e Stephane Malle em terceiro. Na bateria que valeu pontos pela quinta etapa, os dois primeiros inverteram as posições, com Cláudio Portillo fechando os três primeiros.