São Paulo – Conhecida como o caminho mais curto para chegar à Copa Libertadores da América, a Copa do Brasil entra em sua fase semifinal hoje à noite. Mineiros, cearenses, cariocas e paulistas disputam o direito de chegar à grande decisão – os jogos de volta serão disputados no dia 1.º de junho.

Em Jundiaí, o surpreendente Paulista tenta repetir o feito do Santo André, que conquistou o título da Copa do Brasil em 2004, e enfrenta o Cruzeiro no estádio Jaime Cintra.

Para chegar até aqui, o Paulista, clube da segunda divisão do Brasileiro, já passou por Juventude, Botafogo, Internacional e Figueirense. Mas tem o pior ataque dos semifinalistas, com apenas sete gols em oito partidas disputadas.

Do outro lado, o Cruzeiro foi o único dos quatro semifinalistas que não jogou oito vezes. Afinal, eliminou o Ipatinga, ainda na segunda fase, com apenas uma partida -passou também por Sergipe, Santa Cruz e Baraúnas. Mesmo assim, o time mineiro tem o melhor ataque, com 28 gols, e a melhor defesa, com apenas quatro gols sofridos. Além de contar o artilheiro da Copa do Brasil: Fred, com 11 gols.

Na outra semifinal, Fluminense e Ceará jogam a primeira partida no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. Em sua trajetória, o time carioca deixou pelo caminho dois paraibanos -Treze e Campinense – e dois gaúchos – Esportivo e Grêmio. Assim como o Cruzeiro, o Fluminense venceu seis partidas, mas jogou oito vezes, e sofreu apenas quatro gols. Seu ataque marcou 11 gols.

No Ceará, apesar de estar na zona de rebaixamento da Série B do Brasileiro, o clima é de empolgação. O time já eliminou Flamengo, Atlético-MG, Paysandu e 4 de Julho-PI nas fases anteriores da Copa do Brasil e quer surpreender mais um favorito.