Depois de serem pressionados pela indústria musical da África do Sul, os organizadores da Copa do Mundo recuaram e aceitaram colocar mais artistas sul-africanos no show de abertura da Copa do Mundo, que será realizado no Orlando Stadium, em Soweto, no dia 10 de junho.

O Comitê Organizador da Copa, o Ministério de Arte e Cultura da África do Sul e um sindicato de artistas se reuniram nesta quarta-feira para discutir a questão. E, depois, anunciaram que “as três partes estão de acordo com a necessidade de incluir mais artistas sul-africanos no show”.

A polêmica começou quando a Fifa anunciou no mês passado que Shakira, Juanes, Alicia Keys, Black Eyed Peas e John Legend seriam algumas das atrações internacionais do show que marcará a abertura da Copa, um dia antes do início da competição. Na relação de artistas convidados, havia apenas três sul-africanos.

Diante disso, a indústria musical da África do Sul reclamou da falta de espaço para artistas do país. Foi marcado, inclusive, um show com músicos sul-africanos no mesmo dia da festa oficial da Copa, como forma de protesto. Agora, no entanto, as partes envolvidas chegaram a um acordo.