SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A Suíça enfrentará o Brasil neste domingo, em jogo pela primeira rodada do Grupo E da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Mas isso não quer dizer que os suíços não admirem os jogadores brasileiros.

Que o diga Johan Djourou. Aos 31 anos, o experiente zagueiro se mostrou fã do futebol brasileiro. E se você acha que foi Neymar quem conquistou o camisa 20, enganou-se.

“Meu jogador preferido de todos os tempos é Romário”, disse o defensor, em declarações publicadas neste sábado pelo jornal suíço Le Matin. Na época da Copa de 1994, na qual o Brasil conquistou o título, Djourou tinha sete anos.

“Foi a primeira Copa do Mundo que assisti na televisão. Lembro-me muito bem de Romário e de Bebeto, do gesto de ninar que fizeram quando marcaram”, completou, relembrando a comemoração da dupla ao lado de Mazinho no gol de Bebeto diante da Holanda, pelas quartas de final do torneio. Na ocasião, o Brasil venceu por 3 a 2.

Apesar da admiração, Djourou admite preocupação com o jogo deste domingo, às 15h (horário de Brasília), em Rostov. Para o defensor, é necessário vencer se a seleção helvética quiser ir longe.

“O Brasil é um favorito, mas quando você quer ir longe em uma competição, você tem que vencer todo mundo. Vamos tentar vencer os melhores, e o Brasil é um deles”, analisou o suíço, que se esquivou ao ser perguntado da ameaça de Neymar para o primeiro jogo – o atacante não defendeu o Paris Saint-Germain na reta final da temporada europeia, e só voltou aos gramados nos amistosos preparatórios do Brasil. “Isso, só poderei contar depois do jogo”, sorriu.