Copa 2018

Reus avalia critérios de desempate e pede vitória por muitos gols

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Depois de vencer a Suécia de virada por 2 a 1 no último sábado (23), a Alemanha encara a Coreia do Sul na próxima quarta-feira (27), às 11h (de Brasília), na Arena Kazan, dependendo apenas de si própria para garantir ida às oitavas.

Todos os times, no entanto, têm chances de classificação, e uma vitória dos sul-coreanos poderia embolar a situação no Grupo F —no qual a Suécia e Alemanha têm três pontos, e o México soma seis.

Para além da pontuação, os critérios de desempate são, na seguinte ordem, saldo de gols, gols marcados e gols sofridos. Caso a paridade se mantenha, a vaga poderá ser definida por número de cartões amarelos e vermelhos ou, em última instância, por sorteio.

“Não queremos deixar ir tão longe. Temos que fazer nosso dever, que é vencer a Coreia do Sul. Melhor se for por muitos gols. Seria bizzaro ver tudo empatado no final”, afirmou nesta segunda-feira (25) o atacante alemão Marco Reus, que elogiou o adversário.

“A Coreia do Sul tem jogadores muito rápidos no ataque. Nós o assistimos no hotel. Eles têm qualidade, mas estou convencido de que, se tivermos a mesma energia e paixão que tivemos contra a Suécia, será difícil para eles”, disse.

Autor do primeiro gol dos alemães contra a Suécia, Reus comparou a vitória no fim, com gol de Toni Kroos nos acréscimos, com o milagre do Borussia Dortmund na Liga dos Campeões 2013-14.

Nas quartas de final do torneio, a equipe do meia perdia para o Málaga por 2 a 1 até os acréscimos do segundo tempo, mas marcou dois gols nos minutos finais, venceu por 3 a 2 e avançou à semifinal.

“Pareceu um pouco como os gols contra o Málaga, mas talvez não muito, porque naquela vez precisávamos de dois gols. Mesmo assim, é algo especial para a Alemanha”, falou.

Voltar ao topo