O México entrou para a história das Copas do Mundo ao vencer a atual campeã Alemanha por 1 a 0, neste domingo (17), em Moscou, com um gol de Hirving Lozano.

No último Mundial, a Espanha, campeã em 2010, perdeu na estreia para a Holanda por 5 a 1. Em 2002, a França chegava com o título de 1998 debaixo do braço e foi surpreendida por Senegal. Agora os mexicanos, treinados por Juan Carlos Osorio, entram para o rol de equipes que superam detentoras da taça na estreia de Mundiais.

No primeiro tempo, a Alemanha ficou com a bola a maior parte do tempo, mas os mexicanos finalizaram mais. Em uma dessas finalizações, Hirving Lozano superou Neuer para encerrar uma sequência de mais de 500 minutos dos alemães sem saberem o que é estar atrás do placar em Copas.

Na etapa final, a seleção europeia repetiu a dose do primeiro tempo. Ficou com a bola, cercou a área mexicana e tentou empatar nos chutes de longa distância. Mas Ochoa, sempre bem posicionado, ajudou a garantir a vitória histórica do México.

O triunfo coroou a quinta participação de Rafa Márquez, ídolo da seleção, no torneio. Aos 39 anos, participou dos minutos finais diante da Alemanha, entrando também para a história ao igualar a marca de Mundiais do também mexicano Antonio Carbajal, do alemão Lothar Matthäus e do italiano Gianluigi Buffon.

Alemanha

Neuer; Kimmich, Boateng, Hummels e Plattenhardt (Mario Gómez); Khedira (Reus) e Kroos; Müller, Özil e Draxler; Werner (Brandt).

T.: Joachim Löw

México

Ochoa; Salcedo, Ayala, Moreno e Gallardo; Layún, Herrera, Guardado (Rafa Márquez) e Lozano (Jiménez); Vela (Álvarez) e Chicharito.

T.: Juan Carlos Osorio

Árbitro: Alireza Faghani (Irã)

Assistentes: Reza Sokhandan e Mohammadreza Mansouri (Irã)

Cartões amarelos:  Müller e Hummels (Alemanha); Moreno (México)

Gol: Lozano (México), aos 35 minutos do 1º tempo.