Esta é a Copa dos pênaltis. E as oitavas deste Mundial foram as das decisões por pênaltis.

Nunca uma oitavas de final do torneio tinha tido três eliminatórias definidas em cobranças de pênalti.

Desde 1990, todas as edições tiveram pelo menos uma decisão por pênaltis nas oitavas. A Copa realizada no Brasil, 2014, detinha o recorde até então, com duas. Em 1986 não houve nenhuma.

Os pênaltis foram usados para desempatar uma partida de mata-mata pela primeira vez em 1982, na semifinal entre Alemanha Ocidental e França.

Nesta Copa, as partidas entre Espanha e Rússia, Croácia e Dinamarca e Colômbia e Inglaterra foram decididas com as cobranças.

Durante as partidas, o Mundial teve até o momento 28 pênaltis marcados, quatro nas oitavas.

Isso dá uma média de um pênalti a cada dois jogos, superior a de todos os Mundiais pelo menos desde 1998, quando o atual formato, com 32 equipes, foi adotado.

Antes da Rússia, as maiores médias foram em 1998 e 2002, empatados, com pouco mais de um a cada quatro partidas.