SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O atacante Oribe Peralta anunciou nesta segunda-feira seu adeus à seleção mexicana. Ao longo da carreira, o jogador defendeu a equipe nas Copas do Mundo de 2014 e 2018, nos Jogos Olímpicos de 2012 e 2016, na Copa das Confederações 2017 e nas edições 2011 e 2016 da Copa América.

A decisão foi anunciada após a derrota do México para o Brasil por 2 a 0 nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018. Com o resultado, o time mexicano foi eliminado da competição.

O jogador teve como principal momento a atuação na final do futebol da Olimpíada de 2012, em Londres. Na ocasião, marcou os dois gols da vitória por 2 a 1 sobre o Brasil, deixando os comandados de Mano Menezes com a medalha de prata. Foi o primeiro ouro olímpico do México na modalidade, tanto entre homens quanto entre mulheres.

“Quero agradecer à seleção mexicana por me haver permitido fazer parte dela durante estes anos. Sempre me lembrarei com enorme carinho cada um dos jogos disputados. Tivemos tristezas, mas sobretudo alegrias, que ficarão em meu coração”, disse Peralta em sua conta no Twitter.

“Hoje chegou a hora de dizer adeus à seleção, o maior orgulho de minha carreira. Agradeço à toda torcida que sempre me apoiou, jogadores, treinadores, médicos, funcionários e dirigentes, que me deram sempre sua confiança para defender nossas cores. Mas, sobretudo, à minha família, que é o mais importante em minha vida. Sem eles, nada disso, teria sido possível”, acrescentou.

Aos 34 anos, Oribe Peralta defende o América (MEX) desde 2014. Curiosamente, o atacante jamais jogou por clubes do exterior ao longo da carreira.