SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A DFB (Federação Alemã de Futebol, na sigla em alemão) confirmou, nesta terça-feira (3), que o treinador Joachim Löw continua no comando da equipe de futebol do país, mesmo após a eliminação ainda na fase de grupos da Copa do Mundo.

A entidade fez o anúncio oficial nos seus perfis nas redes sociais.

A permanência do técnico, campeão do Mundial do Brasil-2014, no cargo se tornou duvida depois que a seleção alemã deixou a Rússia sem obter a vaga para as oitavas de final.

O time terminou na última colocação do Grupo F, com apenas uma vitória —2 a 1 contra a Suécia— e duas derrotas —1 a 0 contra o México, na estreia, e 2 a 0 contra a Coreia do Sul, na última rodada.

Os alemães se tornaram a terceira seleção seguida a ser eliminada ainda na fase de grupos da Copa do Mundo, após vencer a edição anterior do torneio. Antes dela, a Espanha, em 2014, e a Itália, em 2010, caíram sem ir ao mata-mata.

O técnico assumiu o posto na seleção alemã em 2006, depois de ser o assistente de Jürgen Klinsmann, que comandou a campanha na Copa do Mundo daquele ano.

O trabalho de Löw foi melhor do que o seu ex-chefe e antecessor. Ele conduziu a equipe do país ao quarto título de Mundial e promoveu uma renovação no elenco e maneira estilo de jogo.