SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Os torcedores ingleses cantam na Rússia, como já tinha sido na Euro-2016, que “por favor, não me levem para casa”. Pois a seleção acatou o pedido nesta terça-feira (3) e se classificou às quartas de final ao vencer a Colômbia nos pênaltis (4 a 3 após 1 a 1 com a bola rolando). Em sua entrevista coletiva após a vitória, o técnico Gareth Southgate mostrou empolgação para a sequência da Copa do Mundo.

“Foi uma noite fantástica da nossa parte. Ainda não queremos ir para casa”, avisa o treinador inglês. “Estamos escrevendo a nossa história, é isso que dizemos aos jogadores. Não seremos vaiados pela pressão do passado.”

Southgate exalta principalmente a força mental da Inglaterra, que não se entregou apesar de ter sofrido gol de empate nos acréscimos do segundo tempo. “Mostramos resiliência depois de um grande desapontamento, e mantivemos a calma. É algo grande”, avalia o técnico.

A Inglaterra foi melhor nos 90 minutos, mas sofreu empate no finalzinho. Na prorrogação manteve a partida equilibrada, e nos pênaltis teve mais sorte – Henderson chegou a perder uma cobrança, mas os colombianos Uribe e Bacca também desperdiçaram. “A loteria dos pênaltis é complicada, mas já tínhamos falado sobre isso, e os jogadores continuaram tranquilos”, afirma Southgate.

“Agora estou pensando na Suécia, que é outro time com o qual temos retrospecto horrível. Nós os subestimamos por anos”, alerta o treinador. A Inglaterra venceu apenas dois dos últimos dez encontros com os suecos (incluindo amistosos). A partida pelas quartas de final será às 11 horas (de Brasília) deste sábado (7), e o vencedor avança para pegar Rússia ou Croácia nas semis da Copa do Mundo.