SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A vitória da Suécia por 1 a 0 contra a Coreia do Sul, nesta segunda-feira (18), colocou a Alemanha fora da zona de classificação para as oitavas.

Autor do gol que deu o triunfo ao time sueco, o zagueiro e capitão Andreas Granqvist ressaltou a possibilidade de sua seleção desbancar a favorita Alemanha ao término da fase de grupos.

Suecos e mexicanos estão com três pontos no Grupo F, enquanto alemães e coreanos não somaram pontos.

“Se vencermos, estaremos prontos [para as oitavas]. Portanto, a pressão está neles [alemães]”, disse Granqvist, eleito o melhor jogador da partida.

O próximo duelo da Suécia na Copa é justamente contra a Alemanha, no sábado (23), às 15h (horário de Brasília). Em caso de vitória da Suécia, e o México batendo a Coreia, a Alemanha dá adeus ao Mundial.

Técnico da Suécia, Janne Andersson também comentou sobre a pressão colocada na Alemanha.

“Talvez seja ainda mais importante ganhar o jogo [contra a Alemanha]. Olhando a tabela, as nossas condições são muito melhores agora”.

A vitória da Suécia frente aos coreanos, em Nijni Novgorod, contou com a colaboração da tecnologia.

O VAR (árbitro-assistente de vídeo, na sigla em inglês) informou sobre uma infração dentro da área cometida pelo sul-coreano Mon-Woo em Claesson. O jogo prosseguia, mas foi interrompido para que o pênalti fosse cobrado. Granqvist cobrou e marcou, aos 20min da etapa final.

Sobre a decisão do pênalti após comunicado eletrônico, o zagueiro entendeu que o futebol precisava desse suporte para lances difíceis.

“Levou muito tempo para termos um sistema como o VAR, mas hoje estamos tão felizes que temos isso”, comentou Granqvist.