O atacante Robinho, que havia tido a sua participação no jogo entre Brasil e Chile, quarta-feira, descartada, foi liberado nesta segunda-feira pela comissão técnica. O jogador está contundido e vai dar prosseguimento ao tratamento no Manchester City.

Robinho realizou um exame de ressonância magnética no domingo que constatou um edema ósseo na fíbula direita, de acordo com José Luiz Runco, médico da seleção brasileira. O atacante sentiu um desconforto muscular durante a vitória do Brasil por 3 a 1 sobre a Argentina, na noite de sábado.

Além de Robinho, Kaká, Lúcio, Luís Fabiano e Ramires, todos suspensos pelo segundo cartão amarelo, desfalcam o Brasil diante do Chile, no Estádio de Pituaçu. Apesar de todas as baixas, o técnico Dunga ainda não informou se convocará alguém para substituir os desfalques.