Com duas fraturas no nariz e uma lesão no quadril, o meia Alejandro Guerra está fora do jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista, entre o Palmeiras e o Novorizontino, marcado para o próximo domingo, no Estádio Doutor Jorge Ismael de Biasi.

O venezuelano se machucou no empate por 2 a 2 com o Peru, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo na última quinta-feira. As fraturas foram identificadas nesta quinta, exatamente uma semana depois, na reapresentação ao Palmeiras dos jogadores estrangeiros que estavam nas suas seleções.

Os colombianos Mina e Borja também voltaram aos treinamentos na Academia de Futebol e devem atuar normalmente no fim de semana. O departamento médico do Palmeiras não definiu qual será o tempo de recuperação para o meia.

A contusão de Guerra aconteceu logo no início da partida, após receber uma pancada do volante peruano Yotún. Mesmo assim, o jogador de 31 anos atuou durante todo o duelo, mas não foi escalado no jogo seguinte, a derrota diante do Chile por 3 a 0, fora de casa. A Venezuela é a lanterna das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 com apenas seis pontos em 14 jogos disputados.

Eleito o melhor jogador da Copa Libertadores de 2016, quando foi campeão pelo Atlético Nacional, Guerra já fez sete jogos pelo Palmeiras e marcou um gol no clássico contra o São Paulo. Ele deveria ser titular no próximo compromisso do time, mas agora a sua vaga deve ser disputada por Róger Guedes e Michel Bastos.