O maior astro da Paralimpíada de Londres já chegou e diz que está em boa forma para lutar por quatro medalhas de ouro na competição, apesar de sua recente participação na Olimpíada de Londres contra atletas sem deficiência física. Ele disse que o intervalo entre as duas competições foi suficiente para se recuperar fisicamente e disputar as provas dos 100m, 200m, 400m e revezamento 4×100 metros.

Pistorius também falou do brasileiro que irá desafiá-lo nas mesmas quatro provas, Alan Fonteles. “É um competidor muito forte. Começou a disputar provas nos últimos quatro, cinco anos. Antes não o conhecia e causou um grande impacto no esporte logo de cara”, ressaltou o sul-africano. “Ele começa um pouco lento, mas se destaca rapidamente”, analisou. Pistorius disse ter encontrado o rival no refeitório da Vila Paralímpica e notou mudanças. “Ele (Fonteles) ganhou mais músculos.”

Apesar de seu status nos Jogos, Pistorius não quis seguir o estilo de outro velocista famoso, o jamaicano Usain Bolt. O sul-africano mostrou-se um pouco desconfortável quando chamado de “lenda”, assim como não quis comparar Olimpíada e Paralimpíada. “Sou tão orgulhoso de ser atleta olímpico como paralímpico”, afirmou.

O atleta diz que ficou bastante satisfeito com sua performance nos 400 metros na Olimpíada de Londres, mas reconheceu que poderia ter tido melhor desempenho no revezamento 4 x 400 metros.