Evandro Teixeira/COB/Arquivo
O paranaense Juraci Moreira integra a equipe brasileira na competição.

No próximo dia 27, acontece em Balneário Camboriú, no litoral de Santa Catarina, umas das principais praias do Sul do país, a 10.ª edição do Mundialito de Fast Triathlon Masculino.

Além do time brasileiro, participam mais cinco países – Argentina, Canadá, Estados Unidos, Áustria e França -, que trouxeram seus três melhores atletas para enfrentar 250 m de natação, 4 km de ciclismo e 1,3 km de corrida pela Av. Atlântida, a partir das 10h.

A competição surgiu em 1999 como um desafio entre Brasil e Argentina. Naquele ano, o título ficou em mãos estrangeiras.

Em 2000, a prova ganhou prestígio internacional, mudou de nome para Desafio das Américas e teve como participantes Estados Unidos, Canadá, Brasil e Argentina. Os canadenses e norte-americanos se revezaram nas vitórias até 2002, quando o Brasil começou a despontar como uma das grandes forças do triathlon sul-americano e conquistou os títulos daquele ano, 2004 e 2005. Em 2003, a taça ficou com os neozelandeses, em 2006 com os norte-americanos e no ano passado os estreantes mexicanos surpreenderam e ficaram com a vitória.

Neste ano, o evento expandiu suas fronteiras com equipes européias e recebeu o nome de Mundialito de Fast Triathlon Masculino. Os competidores disputam três baterias de, aproximadamente, 15 minutos, com curto espaço de descanso. A prova começa no mar, com 250 metros de natação.

A primeira transição é para o ciclismo, quando pedalam 4 quillômetros. A última parte do percurso é a corrida, com 1.300 metros. O título e a premiação de U$5 mil (R$ 10 mil) ficam com a equipe que somar o maior número de pontos nas três baterias.

O paulista Paulo Myashiro, o paranaense Juraci Moreira (medalha de bronze do Pan-Americano do Rio de Janeiro em 2007) e o paulista Fábio Carvalho formam a equipe brasileira no desafio.