Amanhã, a partir das 10h, a Comissão de Turfe estará reunida para organizar o programa do dia 11. Poderá haver dificuldade, porque as corridas terão que ser organizadas antes da realização das corridas da próxima semana, pois conforme já tivemos a oportunidade de comentar, as informações e programa terão que sair na revista Turfe Brasil da semana que antecede as corridas. Na edição que circulará hoje, por exemplo, em Curitiba, estarão sendo publicadas as matérias para os páreos do dia 4 e, na próxima semana, a revista contará com informações para a reunião do dia 11.

É a única maneira do Jockey Club promover corridas todas as quartas-feiras. É claro que o risco de forfés será maior e os animais não poderão ser inscritos em duas reuniões seguidas, mas é preferível enfrentar esses problemas do que a promoção de apenas duas reuniões por mês.

A chamada para o dia 11 conta com três provas especiais: PE Matias Machline (1.500 metros), para produtos de 4 e mais anos; PE José Franceschi (1.100 metros), para produtos de 4 e mais anos, e PE Alexandre Gutierrez (1.100 metros), para produtos de 2 anos.

Fevereiro

Além das provas do calendário oficial, marcadas para os dias 4 e 11, serão realizadas mais duas no mês de fevereiro. Dia 18, PE Linneu Ferreira do Amaral, em 1.900 metros, para produtos de 3 e mais anos com pesos da Tabela 2 (3 anos 54 e 4 e mais anos 59) e descarga de 2 quilos para os animais sem colocações em provas especiais, clássicos, grandes prêmios, nos últimos seis meses, e dia 25, PE Associação de Cronistas de Turfe do Paraná, em 1.200 metros, para produtos de 3 e mais anos, com pesos da Tabela 2 (3 anos 56 e 4 e mais anos 60).