São Paulo – A guerra por uma posição no ataque titular do São Paulo está aberta. E foi incentivada pelo técnico Muricy Ramalho, ainda no vestiário, em Campinas, após a vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, sábado.

A pergunta era se Alex Dias e Aloísio podem ser considerados os titulares da equipe. ?De jeito nenhum. Não tem titular no ataque. Todos têm chances, vão jogar os melhores?, disse o treinador.

São seis atacante, mas apenas cinco com chances de jogar. Muricy é que deixa escapar isso, ao dizer constantemente que Aloísio é o ?único atacante de referência? que tem no elenco. O único capaz de uma boa presença na área, de segurar a bola diante da dura marcação adversária.

Uma afirmativa que, se não é suficiente para escalá-lo como titular, basta para colocar Roger distante do banco de reservas. Alex Dias, principalmente pela mobilidade e pelos passes que tem dado para Danilo, surge como a principal opção para ser o companheiro de Aloísio no ataque.

O treinador faz questão de não colocar Thiago como uma realidade do futebol brasileiro. ?Eu não tenho dúvidas de que ele será um grande jogador. Mas ainda tem que aprender muito?, avisou Muricy.

Leandro só merece elogios de Muricy, que já se disse disposto a quebrar a cabeça para arranjar um lugar para ele no time. E Lima, que chegou agora, é um meio-termo entre Alex Dias e Aloísio. Também joga pelo lado, mas é mais forte e mais alto. Um tipo de Grafite.