O espanhol Marc Coma enfrentou alguns percalços nesta quinta-feira, durante a disputa da quinta etapa do Rally Dakar, mas conseguiu manter a liderança na classificação geral das motos. Ao longo do percurso de 423 quilômetros de trecho cronometrado, entre Calama e Iquique, no Chile, ele sofreu uma queda e perdeu tempo para socorrer o piloto francês Olivier Pain após um acidente.

Na queda, a moto de Coma sofreu algumas avarias, mas não impediu que ele continuasse na disputa. E o tempo perdido para socorrer Pain foi descontado posteriormente pela organização da prova. Assim, o espanhol conseguiu o quarto lugar na quinta etapa, chegando até a aumentar a vantagem sobre o francês Cyril Despres, que terminou o dia na quinta colocação e segue como vice-líder do rali.

A vitória nesta quinta-feira foi do português Paulo Gonçalves, que terminou o percurso em 5h12min23 e aparece agora na quarta posição entre as motos. Enquanto isso, o piloto brasileiro Zé Hélio decepcionou na disputa da quinta etapa. Ele conseguiu apenas a 16ª colocação, com o tempo de 5h39min41, caindo do oitavo para o 11º lugar na classificação geral da prova.

Entre os carros, a vitória nesta quinta-feira foi do piloto francês Stephane Peterhansel, com tempo de 4h33min19, mas a liderança segue com o espanhol Carlos Sainz, que terminou o dia em terceiro lugar. O melhor brasileiro na categoria é Guilherme Spinelli, que conseguiu a oitava colocação na quinta etapa, mantendo a mesma oitava posição na classificação geral do Rally Dakar.

Nesta sexta-feira, a sexta etapa do Rally Dakar terá 456 quilômetros de trecho cronometrado, com percurso entre as cidades de Iquique e Arica, ambas no Chile.