enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Com pênalti no fim, Corinthians vence e volta ao G4

O Corinthians apresentou outra vez o futebol insosso que tem irritado os torcedores nas últimas rodadas e que faz da equipe um dos piores ataques do Campeonato Brasileiro, mas foi salvo por um pênalti duvidoso marcado pelo árbitro sobre Danilo no fim da partida e convertido por Guerrero para voltar a vencer. Pior para o Coritiba, que caiu no Pacaembu por 1 a 0, pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e deixou o gramado reclamando muito de Péricles Bassols Pegado Cortez.

Se o futebol não foi dos melhores, o resultado recolocou o Corinthians no G4, com 25 pontos, na quarta colocação, ultrapassando justamente o Coritiba, que agora é o quinto, com 24. O time paulista volta suas atenções para a Copa do Brasil, na qual inicia o duelo de oitavas de final com o Luverdense, fora de casa, na quarta-feira. No mesmo dia, os paranaenses começam a caminhada na Copa Sul-Americana contra o Vitória, em Salvador.

O técnico Tite manteve Renato Augusto e Alexandre Pato entre os titulares para a partida, nas vagas dos desgastados Guerrero e Romarinho. No segundo tempo, no entanto, Pato deixou o gramado sob algumas vaias após perder pelo menos duas boas chances. Guerrero entrou em seu lugar e definiu a vitória. Por outro lado, o Coritiba foi a campo repleto de desfalques, sendo os principais deles Alex, Lincoln e Deivid.

O JOGO – O começo de jogo foi muito truncado, cheio de faltas e desarmes no meio de campo. Mas o primeiro chute a gol saiu aos sete minutos e foi do Coritiba. Gil recebeu a bola próximo à meia-lua e bateu cruzado. A bola não foi forte, mas passou com perigo à direita de Cássio.

Aos poucos, no entanto, o Corinthians cresceu na partida e passou a controlar as ações, explorando a jogada pelos lados do campo. Aos 17 minutos, Renato Augusto cobrou falta da esquerda, Alexandre Pato apareceu sozinho e cabeceou em cima de Vanderlei, que mostrou reflexo e fez boa defesa. Mais três minutos e Júnior Urso respondeu, de fora da área, em chute que raspou o travessão.

Depois de alguns minutos bons, a partida voltou a ficar morna, com as marcações de ambos os lados levando a melhor sobre os ataques. Com isso, o próximo chute a gol saiu apenas aos 36 minutos, de novo de longe. Renato Augusto recebeu com espaço e arriscou de fora da área, Vanderlei espalmou bem.

O segundo tempo começou nervoso, com muitas faltas de ambas as equipes e algumas entradas mais duas, como a de Emerson, que entrou por cima da bola em Gil e recebeu o cartão amarelo.

Aos nove minutos, o Coritiba quase marcou com Arthur, que recebeu enfiada precisa e bateu em cima de Cássio. O atacante se transformava na principal arma ofensiva do time visitante e teve boa chance novamente no minuto seguinte, quando recebeu cruzamento e, mesmo sozinho, preferiu ajeitar de cabeça para Bill ao invés de finalizar para o gol.

A resposta corintiana veio aos 12 minutos. Romarinho, que havia acabado de entrar na vaga de Emerson, deu linda enfiada de bola para Fábio Santos. O lateral cruzou de primeira para Alexandre Pato, que chutou por cima e perdeu outra grande chance. Foi o último lance do atacante, que deixou o campo para a entrada de Guerrero sob algumas vaias.

As alterações pouco alteraram o panorama da partida, que seguia morna. Guerrero até tentava algo de diferente no ataque, mas sem efetividade. Aos 40 minutos, caiu com Gil mais uma chance do Corinthians na partida. Depois de ajeitada de Danilo, o zagueiro cabeceou quase na pequena área, mas Vanderlei evitou o gol.

Três minutos depois, Danilo foi lançado, trombou com Luccas Claro e caiu. O árbitro marcou pênalti. Guerrero foi para a cobrança, deslocou o goleiro Vanderlei e garantiu os suados três pontos para o time da casa.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 0 CORITIBA

CORINTHIANS – Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Ibson, Renato Augusto (Douglas) e Danilo; Emerson (Romarinho) e Alexandre Pato (Guerrero). Técnico: Tite.

CORITIBA – Vanderlei; Victor Ferraz, Luccas Claro, Chico e Diogo; Junior Urso, Gil, Bottinelli e Robinho; Arthur (Zé Rafael) e Bill (Júlio César). Técnico: Marquinhos Santos.

GOL – Guerrero, aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Emerson, Gil (Corinthians); Bill, Diogo, Luccas Claro (Coritiba).

ÁRBITRO – Péricles Bassols Pegado Cortez (Fifa/RJ).

RENDA – R$ 1.060.923,50.

PÚBLICO – 31.519 pagantes (33.545 total).

LOCAL – Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

7 Comentários em "Com pênalti no fim, Corinthians vence e volta ao G4"


Toni Wilbor
Toni Wilbor
6 anos 2 dias atrás

Ficamos no G4 por onze rodadas, prá tristeza das frenéticas desvairadas. Eles lutam, lutam, mas não conseguem chegar lá. Em breve estaremos no G4 novamente, questão de tempo, enquanto isso os poodles fedorentos, estarão em queda livre. Aguardem!!!

Carlos Junior
Carlos Junior
6 anos 2 dias atrás

Essas hienas verdes ILUDIDAS acostumadas a só ganhar com a ajuda da arbitragem, se FERRAM SEMPRE quando não contam o “APITO AMIGO”

LCJ Andrade
LCJ Andrade
6 anos 2 dias atrás

Eles apenas devolveram o ponto roubado contra a Lusa. Como os coxinhas escrevem aqui todo o santo dia, o juiz DEVE roubar para o time grande, eles não vêem nada de mal nisso.

FICA VILSÃO!... FICA BEIÇOLA!
FICA VILSÃO!... FICA BEIÇOLA!
6 anos 2 dias atrás

O importante é ver o LO-LÒ das meninas verdes ardendo

H Romeu Pinto
H Romeu Pinto
6 anos 3 dias atrás

Sou atleticano tenho que aceitar que o pênalti não existiu. Minha preocupação não é a derrota do coxinha mas que nós também seremos roubados em situação semelhante.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas