Pressionado e na zona de rebaixamento. É nesta situação que o Sport chega para a nona rodada do Campeonato Brasileiro com uma difícil missão: encarar o Atlético Mineiro no estádio Independência. Há três partidas sem vencer, o time pernambucano busca a reabilitação nesta quarta-feira, às 21h45, em Belo Horizonte.

A campanha do Sport preocupa o torcedor. Afinal, são apenas duas vitórias em oito partidas, com oito pontos ganhos. Mas o que desesperou os fanáticos rubro-negros foi mesmo a derrota para o concorrente direto Vitória no último fim de semana. A queda em pleno estádio da Ilha do Retiro, no Recife, fez a equipe entrar na zona de rebaixamento, ultrapassada pelos próprios baianos.

A derrota deflagrou a dificuldade da equipe na Ilha do Retiro. Se em outros momentos a pressão da torcida no estádio garantiu ao Sport algumas vitórias, neste ano o resultado não vem sendo o mesmo. Com o técnico Vanderlei Luxemburgo, foi apenas uma vitória em quatro jogos em casa, depois de o próprio treinador ter dito que os torcedores funcionariam como “centroavante” do time.

Se não vem correspondendo em casa, o Sport precisa encontrar forças para vencer fora. E para isso terá pela frente um adversário que também vem sofrendo em seus domínios. O Atlético Mineiro já não se mostra mais “imbatível” no Independência como em outros anos e, neste Brasileirão, venceu somente uma das quatro partidas que disputou em casa. Na última, caiu diante do então lanterna Atlético Paranaense.

Só que o Sport também tem contra si o desgaste físico. Em meio à maratona de jogos na temporada, o time pernambucano não treinou com bola depois da derrota para o Vitória no último domingo. Vanderlei Luxemburgo preferiu poupar os titulares, que apenas realizaram atividades físicas na segunda e nesta terça-feira.

Por isso, a escalação para esta quarta-feira é um mistério. Até pelo mau desempenho diante do Vitória em casa, Vanderlei Luxemburgo deve promover mudanças. Resta saber quais. Everton Felipe, que ficou no banco de reservas naquela partida, pode voltar a ser titular, assim como Thallyson. Diante dos erros da defesa, os zagueiros Neris e Henríquez também podem ser acionados.