Brasília – O técnico Carlos Alberto Parreira é um homem de sorte, de muita sorte. As dores musculares que incomodaram Ronaldo no último dia de trabalho em Teresópolis, antes da partida com o Chile, e que o fizeram atuar com o freio de mão puxado em Brasília ajudaram o treinador a resolver um problema que nenhum outro técnico do mundo tem: arranjar um lugar na equipe para o meia Ronaldinho Gaúcho. A decisão parecia atormentar o treinador.

Mas Parreira não terá de fazer sua escolha agora, pois Ronaldo foi liberado ontem da delegação que enfrenta hoje o Sevilla, às 17h, em amistoso internacional, abrindo assim uma vaga no ataque brasileiro. O craque voltou para Madri, onde fará tratamento em seu clube e assistirá pela TV o jogo da seleção. Sem Ronaldo, Robinho volta para sua posição de origem ao lado de Adriano, e Ronaldinho Gaúcho faz dupla de armação com Kaká. Parreira está salvo. Não terá de decidir nada hoje, ainda no calor na classificação para o Mundial.

A partida com o Sevilla será transmitida ao vivo pela Sportv e TV Cultura a partir das 17h de Brasília.

Ela terá caráter apenas festivo para as duas equipes.

O Sevilla, onde atuam os brasileiros Renato e Luís Fabiano (ex-São Paulo), deseja completar seu centenário em grande estilo. Por isso convidou a seleção brasileira para sua festa. Quer bater os pentacampeões do mundo e única seleção a disputar todas as copas.

A CBF vai liberar o meia Renato para que ele atue por seu clube. Dirigentes do Sevilha fizeram um apelo à comissão técnica nacional no sentido de poder contar com seu jogador. Renato, que não atuou diante do Chile no Mané Garrincha, não sabia ao certo se Parreira o liberaria. Mas não houve restrições em relação a isso.

Será uma boa oportunidade também para ver Luís Fabiano em ação. O atacante ?sumiu? depois que deixou o Morumbi. Esteve em Portugal, mas não deu certo. E agora tenta recuperar o tempo perdido na Espanha. Luís Fabiano deve olhar para o elenco da seleção com aperto no coração, pois ele era a primeira opção de Parreira para a reserva no ataque. Vacilou e perdeu espaço para Adriano. E agora também para Robinho. Dificilmente, ele volta ao grupo para disputar a Copa.

Para o Brasil, o jogo servirá para afinar o entrosamento. A formação que entra em campo, com dois meias de ofício (Ronaldinho e Kaká) e dois atacantes (Robinho e Adriano), é a que Parreira tem na cabeça para levar ao Mundial.

Ronaldinho Gaúcho terá nova oportunidade de se mostrar com a camisa amarelinha, já que o craque, suspenso, foi praticamente esquecido no tempo em que o elenco permaneceu na Granja Comary e também durante a partida de ontem em Brasília. O zagueiro Roque Júnior, que também ficou fora do jogo que garantiu o Brasil na Alemanha por estar suspenso, juntou-se hoje ao grupo. Ele é titular de Parreira ao lado de Lúcio. Juan até poderá começar atuando, mas deverá voltar para a reserva nas próximas partidas das eliminatórias, em outubro.

O preparador físico Moracy Sant?Anna pedirá para que o time dose sua participação no jogo. Não quer entregar os jogadores machucados a seus respectivos clubes. E não há tempo hábil de recuperação de um dia para o outro. A seleção jogou domingo e volta a campo hoje. Roberto Carlos pode não jogar devido a dores no joelho esquerdo. Parreira colocará em campo todos os jogadores do banco de reservas.

Rivais na Espanha, parceiros na seleção

São Paulo – Os craques brasileiros Ronaldinho Gaúcho, do Barcelona, e Robinho, do Real Madrid, trocaram elogios, ontem, na concentração da seleção brasileira. Os jogadores mais badalados do momento colocaram rivalidade espanhola de lado e mostraram admiração mútua.

De fora da última partida das eliminatórias, contra o Chile, por motivo de suspensão, Ronaldinho assistiu à grande apresentação de Robinho com sua camisa 10 na vitória por 5 a 0 do Brasil.

?Espero que ele continue jogando assim por mais de um ano, não somente neste. Quero que ele mantenha essa forma tanto com o Brasil como no Real Madrid. Em pouco tempo ele se adaptará ao Campeonato Espanhol, que é um dos melhores campeonatos do mundo, se não o melhor?, declarou Ronaldinho.

O atacante do clube catalão ainda afirmou que o ex-santista é um jogador mundialmente conhecido e não precisa de apresentações. Segundo o ?showman?, ele é um dos melhores jogadores do mundo.

Robinho fez questão de retribuir os elogios prestados. ?Todos conhecem o Ronaldinho e sabem da sua qualidade e da importância que ele tem no Barcelona?, afirmou.

Quanto à adaptação ao futebol espanhol, Robinho mostrou-se preparado. ?Sei que vou encontrar muitas dificuldades, porque o Real e o Brasil são grandes equipes que estão sempre por cima. Mas não acredito que a defesa do Cádiz seja muito mais fraca que as outras?, disse, referindo-se ao jogo de estréia, vencido pelo Real por 2 a 1. Os craques brasileiros Ronaldinho Gaúcho, do Barcelona, e Robinho, do Real Madrid, trocaram elogios, ontem, na concentração da seleção brasileira. Os jogadores mais badalados do momento colocaram rivalidade espanhola de lado e mostraram admiração mútua.

De fora da última partida das eliminatórias, contra o Chile, por motivo de suspensão, Ronaldinho assistiu à grande apresentação de Robinho com sua camisa 10 na vitória por 5 a 0 do Brasil.

?Espero que ele continue jogando assim por mais de um ano, não somente neste. Quero que ele mantenha essa forma tanto com o Brasil como no Real Madrid. Em pouco tempo ele se adaptará ao Campeonato Espanhol, que é um dos melhores campeonatos do mundo, se não o melhor?, declarou Ronaldinho.

O atacante do clube catalão ainda afirmou que o ex-santista é um jogador mundialmente conhecido e não precisa de apresentações. Segundo o ?showman?, ele é um dos melhores jogadores do mundo.

Robinho fez questão de retribuir os elogios prestados. ?Todos conhecem o Ronaldinho e sabem da sua qualidade e da importância que ele tem no Barcelona?, afirmou.

Quanto à adaptação ao futebol espanhol, Robinho mostrou-se preparado. ?Sei que vou encontrar muitas dificuldades, porque o Real e o Brasil são grandes equipes que estão sempre por cima. Mas não acredito que a defesa do Cádiz seja muito mais fraca que as outras?, disse, referindo-se ao jogo de estréia, vencido pelo Real por 2 a 1.

Favorito também na jogatina

São Paulo – O Brasil já é apontado como favorito pelas grandes casas de apostas do mundo para levar a Copa da Alemanha no próximo ano. A seleção chega a pagar apenas três vezes para cada unidade apostada no caso de conquista da Copa.

Na ?Betandwin?, a principal casa da internet, a seleção do quarteto mágico paga 4.50 para cada euro, dólar ou libra apostada. A Argentina vem em segundo, com 5.50, e a Alemanha está em terceiro, pagando 7.50 por cada unidade. Entre os países que pagam mais estão Togo, com 1 mil para cada aposta, a Romênia, também 1 mil por 1, e a Costa Rica, que paga 1.001 para cada unidade.

Na ?Bet?, famosa casa de Londres, o Brasil paga menos, 4.33 para cada libra. A Argentina paga 6.50. A Alemanha oferece 7.50 por libra e a Inglaterra paga 8 por 1. As apostas que rendem mais são as da Arábia Saudita e a do Irã, que pagam 501 vezes o valor apostado.

Na ?Littlewoods betdirect?, o Brasil é favorito, pagando três vezes o valor apostado. A Argentina paga cinco e Alemanha e Inglaterra pagam sete vezes o valor. A Escócia, na outra ponta, paga 10 mil vezes o valor apostado.

Sevilla só quer saber de festa

Sevilha – O técnico Juande Ramos, do Sevilla, destacou que o jogo de hoje é um amistoso comemorativo. ?O mais importante é que seja uma festa bonita, que ninguém se machuque?, disse o treinador, que prometeu colocar um time com espírito vencedor. ?Jogaremos contra a melhor equipe do mundo. Sem dúvida, será um confronto interessante?, disse.

O meia Renato defenderá o Sevilla e o argentino Saviola e Luís Fabiano são dúvidas. Já Júlio Baptista está preocupado caso haja um clima revanchista no reencontro com a torcida do Sevilla. Ele e o zagueiro espanhol Sérgio Ramos transferiram-se para o Real Madrid nesta temporada.

País parou pra ver a goleada

São Paulo – O jogo decisivo entre Brasil e Chile quase dobrou o número de telespectadores da Globo: 70% das tevês

da cidade de São Paulo estiveram ligadas no jogo, com uma média de 42 pontos. No mesmo horário, o Domingo Legal, apresentado por Gugu Liberato no SBT, era o 2.º colocado, com 7 pontos de média ou 12% de share.

Para se ter uma idéia de quanto a seleção alavanca a audiência, a 1.ª parte do Domingão do Faustão, transmitida pela Globo antes do jogo, teve média de 23 pontos (ou 43%) e a última, após a partida, 22 pontos (38%).