O Botafogo enfrenta o Mogi Mirim, nesta sexta-feira, às 21h30, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo – o clube paulista vendeu o mando de jogo para ganhar mais com a arrecadação -, em partida válida pela 25.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com a volta do goleiro Jefferson, que estava à serviço da seleção brasileira, o time alvinegro carioca busca a sua quarta vitória seguida para se manter na liderança da tabela de classificação – tem 45 pontos.

O Mogi Mirim vive situação oposta. Com 22 pontos, está na 19.ª e penúltima colocação e luta para fugir do rebaixamento. O time paulista se ampara na vitória por 1 a 0 contra o Boa na última rodada – que quebrou um jejum de nove jogos sem um triunfo – para superar o Botafogo.

Apesar do favoritismo, o Botafogo terá alguns desfalques. O atacante Navarro sentiu dores musculares e está fora da partida. Para seu lugar, Sassá, que marcou três gols nos últimos dois jogos, deve ser escalado. O meia Elvis, que cumpre suspensão automática, também não irá a campo. Daniel Carvalho e Diego Jardel podem substituí-lo. O lateral-esquerdo Carleto e o atacante Neilton ainda não se recuperaram e seguem fora.

O técnico Ricardo Gomes, que não deu pistas sobre o time titular, pregou cautela contra o adversário. “Estão tentando sair do Z4, um time muito aguerrido. É um time bem organizado e não estou falando para agradar. Estão numa situação difícil e acredito que seja por não ter um elenco reduzido para jogar num calendário tão apertado como o nosso”, afirmou o treinador.

Do lado do Mogi Mirim, o técnico Sérgio Guedes retirou um peso das costas após o triunfo contra o Boa. “Vamos ver agora se conseguimos dar sequência. O time, na nossa mão, vinha andando bem, sempre muito perto da vitória. Quando você vence, a autoestima, a confiança e a expectativa aumentam. Isso, principalmente para o jogador, é muito bom”, avaliou.

A grande dúvida é se o zagueiro Paulão e o atacante Matheus Ortigoza, titulares absolutos, vão jogar. Ambos sentiram dores na última rodada e preocupam o treinador para a escalação definitiva do jogo desta sexta-feira.