A forte investida em jogadores brasileiros fez diferença para o Guangzhou Evergrande no Campeonato Chinês. Jogando fora de casa na madrugada deste sábado, o time comandado por Felipão venceu o Beijing Guoan por 2 a 0, com gols de Paulinho e Ricardo Goulart, e conquistou pela quinta vez seguida o título da liga chinesa.

O investimento do Evergrande para a temporada foi tão alto que o atacante Robinho, até recentemente jogador de seleção brasileira, ficou no banco da equipe no jogo mais importante do ano. Além de Paulinho e Goulart, também o atacante Elkeson, ex-Botafogo, foi titular no time de Felipão.

Guangzhou Evergrande terminou a competição com 67 pontos, contra 65 do vice-campeão Shangai SIPG, que também venceu na rodada, fazendo 2 a 1 no no Liaoning Whowin, em casa. O time de Xangai é comandado pelo técnico sueco Sven Goran Erikson e tem o argentino Conca como seu principal jogador.

O Shandong Luneng, do técnico Cuca, cresceu na reta final da competição, venceu o Shijiazhuang Yongchang por 3 a 1 neste sábado, e terminou na terceira colocação. Aloísio, ex-São Paulo, fez dois gols no jogo e terminou o Chinês como artilheiro da temporada, com 19 gols, um a mais do que Goulart.

Em terceiro, o Shandong conseguiu vaga na Liga dos Campeões da Ásia da próxima temporada, o que deverá fechar a porta para a saída dos brasileiros que estão por lá: Jucilei, Diego Tardelli, Júnior Urso e Aloísio, além do argentino Montillo e do técnico Cuca.

O argentino Barcos, pelo Tianjin, fez 15 e ficou em quarto na tábua de artilheiros. O time dele evitou o rebaixamento vencendo na última rodada. Caíram o Guizhou Renhe e o Shanghai Shenxin. Nenhum dos dois times conta com jogadores conhecidos do público brasileiro.