Apesar de não entrar em campo neste fim de semana pelo Campeonato Carioca, o técnico Zé Ricardo não deu folga para o elenco do Flamengo, que treinou nesta sexta-feira de feriado. Neste domingo, Vasco e Botafogo decidem o título da Taça Rio, o segundo turno do Estadual, que não vale nada.

O Flamengo só voltará a jogar no próximo fim de semana, no clássico contra o Botafogo, pela semifinal do Campeonato Carioca – ainda sem data e local definidos. Os atletas que iniciaram o jogo da última quarta-feira, a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético Paranaense pela Copa Libertadores, fizeram trabalhos específicos de recuperação física.

O restante do grupo realizou um aquecimento com bola. Na sequência, o elenco foi dividido em dois para um treino técnico. Em uma metade do campo, Zé Ricardo realizou uma atividade de movimentação ofensiva e finalizações. Na outra, o auxiliar Cleber dos Santos instruiu o restante dos atletas em treino de construção de jogadas, também envolvendo chutes a gol.

Além do Campeonato Carioca, o Flamengo lidera o Grupo 4 da Libertadores com seis pontos. Pela competição continental, o time rubro-negro jogará apenas no próximo dia 26 contra o Atlético Paranaense, desta vez fora de casa.

Para estes próximos dois jogos, a única certeza de Zé Ricardo é que não contará com o meia Diego. O jogador se machucou no duelo contra o Atlético Paranaense e terá que passar por uma cirurgia no joelho direito programada para este sábado. A expectativa é que volte aos gramados em um período entre quatro e seis semanas.

Diego também deverá ficar de fora das finais do Campeonato Carioca, caso o Flamengo avance. Os dois jogos da decisão estão marcados para 30 de abril e 7 de maio. Na Libertadores, ele ainda desfalcará o time contra a Universidad Católica, em 3 de maio, no estádio do Maracanã, no Rio, e é dúvida para o último jogo da primeira fase, no dia 17 de maio, contra o San Lorenzo, na Argentina.

Zé Ricardo ainda não realizou um treino tático sem a presença do camisa 10. No duelo contra o Atlético Paranaense, quem o substituiu foi Matheus Sávio, revelação das categorias de base e que completa 20 anos neste sábado. A tendência é que o treinador dê uma oportunidade para o garoto no clássico contra o Botafogo.