O Londrina perdeu por 2×1 para o Luverdense, na noite de sexta-feira (24), no Passo das Emas, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, em uma partida cheia de polêmicas. Principalmente por parte do Tubarão, que reclamou de dois gols anulados no final da partida e, com o segundo tropeço seguido, estacionou nos 16 pontos.

Jogando em cassa, o Luverdense foi para cima do Londrina desde o começo e abriu o placar ainda no primeiro tempo, com Régis, aos 33 minutos.

No segundo tempo, a equipe do Mato Grosso precisou dde apenas quatro minutos para ampliar a vantagem, com Hugo. A partir daí, o Alviceleste acordou em campo e buscou a reação.

Chegou ao gol aos 29, com Rafael Gava. Depois, pressionou em busca do empate e chegou a balançar as redes duas vezes, mas ambas anuladas pela arbitragem.

Primeiro, aos 34, após cobrança de lateral, a bola passou por todo mundo e, sem bater em ninguém, foi direto para o gol. No final, aos 41, em cobrança de escanteio pela esquerda, Anderson dividiu com o goleiro Gabriel Leite e na sobra Bidía chutou, mas o árbitro marcou falta no arqueiro.

“Teve uma falta lá em cima, na saída de bola, onde o atacante calçou ele (o zagueiro Anderson, do Tubarão). O árbitro não marcou nada, teve o contra-ataque e saiu o primeiro gol deles. A gente só ficou frustrado pelo último lance, no escanteio, que o goleiro soca a bola, se perde na jogada e o Bidía pega a sobra e marca o gol. Não sei onde o árbitro viu falta”, afirmou o técnico Cláudio Tencati