Após dois anos e seis títulos conquistados em sete finais, o técnico Reinaldo Rueda deixou o comando do Atlético Nacional, da Colômbia, nesta quarta-feira. O treinador, que chegou a ser cotado para o Corinthians no início do ano, ainda não definiu seu futuro. Mas rumores na imprensa colombiana apontam que ele poderia substituir Arce à frente da seleção do Paraguai.

“A decisão estava tomada desde 28 de abril. Na vida é preciso encerrar ciclos”, declarou Rueda, emocionado, em sua despedida. “É uma decisão estritamente profissional, não é por doença ou cansaço. É preciso deixar surgirem novos ares que permitam ao clube seguir o seu caminho.”

Rueda foi submetido a uma operação na coluna no início da temporada e chegou a ser substituído provisoriamente por Bernardo Redín durante três meses. Agora o treinador terá o espanhol Juan Manuel Lillo em seu lugar, de forma definitiva.

À frente do Atlético Nacional, Rueda conquistou seis títulos nos últimos anos, entre eles o da Copa Libertadores do ano passado. Das sete finais, o treinador perdeu somente uma, justamente a que não jogou, com a Chapecoense, na Copa Sul-Americana. Em homenagem às vítimas da tragédia aérea de novembro passado, o clube colombiano pedira à Conmebol para conceder o título ao time brasileiro.