Volante pode estar se
despedindo do Atlético.

A partida contra o Sport poderá ser a última do capitão Cocito pelo Atlético. O jogador já vive uma semana decisiva para saber se continua ou não no clube.

Com contrato apenas até a metade da temporada, o volante está com o pensamento dividido em relação ao futuro e aguarda para ver se renova e fica mais tranqüilo para disputar o campeonato brasileiro na íntegra ou se vai ser transferido para um outro clube. Pretendentes para levar o jogador já existem e as conversas estão em andamento, com grandes possibilidades para a saída do capitão rubro-negro.

A preocupação do volante se justifica porque ele é o único jogador do elenco que tem contrato até o fim de julho. O zagueiro Gustavo, que estava na mesma situação, foi transferido para o Palmeiras e o meia Adriano teve seu vínculo prorrogado até dezembro. No ano passado, Cocito ficou quase um mês parado enquanto seus procuradores negociavam com os dirigentes do Furacão. Desta vez, a conversa entre o procurador do atleta (Marcel Figer) e os dirigentes é para transferir o jogador.

No entanto, o jogador ainda não se vê fora do clube. “Eu estou feliz no Atlético e a hora de sair vai ser a que for boa para todo mundo”, tangencia. Mesmo assim, ele não esconde que há conversas entre seu representante e outros clubes, principalmente Palmeiras e Flamengo. “Tem alguns clubes interessados, mas para mim não foi feita nenhuma proposta concreta”, expõe.

Apesar de ser o líder da equipe, de manter a regularidade e de ser um dos jogadores mais queridos pela torcida, os dirigentes parecem não querer mais contar com o atleta no clube. Os sinais foram dados nas contratações dos volantes Leomar e Luciano Santos, que seriam os substitutos naturais de Cocito.

Reforços

Enquanto isso, os dirigentes tentam buscar novos jogadores para a disputa do Brasileirão. O atacante Fábio Bala, do Fluminense, é o alvo principal para resolver os problemas crônicos de falta de pontaria, mas a transferência está esbarrando nos valores para o acerto de contrato.

Rodrigo joga contra o Sport

O meia Rodrigo deverá ser a grande novidade do Atlético para o jogo de volta contra o Sport pela Copa do Brasil, amanhã, em Recife. Com isso, o técnico Osvaldo Alvarez muda o esquema da equipe para o 4-4-2 e aposta no maior poder de criação da meia-cancha para tentar reverter a vantagem dos pernambucanos. Com isso, o zagueiro Daniel será sacado.

“São as alterações que a gente vem fazendo durante os jogos”, explica Vadão. Segundo ele, o time cresce após as alterações e é essa formação que ele pretende colocar desde o início para tentar os gols necessários para a classificação. “A situação é complicada, mas não é impossível. Nós temos que entrar em campo sabendo da necessidade dos dois gols, porém conscientes que é preciso marcar o primeiro para depois se chegar ao segundo. A equipe não pode ficar ansiosa.”

O mesmo pensamento tem o atacante Ilan. “A equipe inteira tem a responsabilidade de marcar gols. Porém, a responsabilidade maior é de quem joga na frente”, dispara o atacante.

Hoje à tarde, Vadão comanda um treinamento desintoxicante e recreativo para a ambientação no Recife. O provável time para pegar o Sport deverá ter Diego; Alessandro, Ígor, Rogério Correia e Ivan; Cocito, Rodrigo, Fabrício e Adriano; Ilan e Dagoberto.