Mesmo tratando o Troféu José Finkel como um treinamento para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, Cesar Cielo voltou a provar sua superioridade nas semifinais dos 100 metros livres, nesta sexta-feira. O nadador do Flamengo venceu sua eliminatória, a primeira do dia, com o tempo de 50s43.

“O tempo está bom, o importante era classificar para a final de amanhã (sábado). Todo mundo está sentindo o frio e a sensibilidade fica comprometida. Vamos disputar uma prova de cada vez, o importante era classificar”, declarou Cielo, em entrevista ao canal SporTV, logo após a semifinal.

Apesar de ter vencido sua eliminatória, o campeão olímpico dos 50 metros livres não foi o mais rápido da semifinal. Aproveitando-se do ritmo mais lento de Cielo, João de Lucca, também nadador do Flamengo, conseguiu a vaga para a final deste sábado com o tempo de 50s36, o melhor do dia.

O clube carioca dominou as semifinais e também teve o quarto melhor tempo para a final, com Nicholas dos Santos, que anotou 50s69. O terceiro foi Nicolas Oliveira, do Minas, com 50s67.

Agora, Cielo espera melhorar seu tempo neste sábado para conquistar seu segundo título individual neste Troféu José Finkel – venceu os 50 metros livres na última quarta-feira, antes de ajudar a equipe do Flamengo a levar o ouro no revezamento 4x50m livre. Ele revelou que o cansaço quase o fez desistir da prova desta sexta.

“Estava na duvida se ia nadar esta prova, já que estou só treinando para o Pan. Mas o mais importante é conseguir pontos para o Flamengo. Estou bem pesado. Vamos ver se consigo fazer 49s50 e consigo alguma coisa na prova de amanhã (sábado)”, afirmou o nadador.