O ciclista norueguês Edvald Boasson Hagen, da equipe Columbia, venceu nesta sexta-feira a sétima etapa da Volta da Itália, disputa entre as cidades de Insbruque, na Áustria, e Chiavenna, no norte da Itália. Boasson Hagen completou o percurso de 244 quilômetros em 5 horas 56 minutos e 53 segundos, deixando para trás outros quatro adversários no sprint final. O sul-africano Robert Hunt e o russo Pavel Brutt, ambos da equipe do norueguês, completaram o pódio da etapa, com o mesmo tempo do líder.

Na classificação geral, o italiano Danilo Di Luca se manteve na ponta, ao cruzar a linha de chegada 40 segundos atrás de Boasson Hagen. Di Luca, campeão da Volta da Itália em 2007, soma agora 28 horas 8 minutos e 48 segundos, cinco segundos à frente do sueco Thomas Lovkvist.

O norte-americano Lance Armstrong, da equipe Astana, chegou apenas na 142.ª posição da etapa desta sexta, com 58 de desvantagem para Boasson Hagen, mas conseguiu se manter na 25.ª colocação na classificação geral, com o tempo de 28 horas 13 minutos e 19 segundos. Nesta sexta, Armstrong e seus companheiros de equipe correram sem o nome da Astana em seus uniformes, em protesto pelos salários atrasados.

A oitava etapa da Volta da Itália será disputa neste sábado, entre Morbegno e Bergamo, ainda no norte da Itália, em um percurso de 209 quilômetros. No dia 31 de maio, os ciclistas completam a edição número 100 da Volta da Itália, em Roma, na 21.ª etapa da prova.