O lateral-direito Cicinho afirmou nesta terça-feira que o Palmeiras precisa ter mais atenção nas bolas aéreas em seus próximos jogos. O jogador manifestou sua opinião sobre o assunto depois de o time ter sofrido, no final da partida contra o Internacional, no Beira-Rio, no último domingo, pelo Brasileirão, o segundo gol do empate por 2 a 2 em uma jogada originada por uma cobrança de escanteio.

“Tomamos vários gols assim com a bola na segunda trave. Está faltando mais atenção e conversa em campo. Só treinando para não acontecer mais isso”, afirmou Cicinho, em entrevista coletiva, lembrando que o time sofreu outros gols em jogadas aéreas nesta temporada.

“Falta melhorar o posicionamento. É um olho na bola e outro no marcador”, receitou Cicinho, para depois enfatizar que é preciso ter atitude neste tipo de jogada e muitas vezes se antecipar na hora de tirar as bolas da área. “A gente não pode confiar totalmente no companheiro, temos que ir na bola”.

No próximo domingo, o Palmeiras enfrentará o Avaí, às 16 horas, no Canindé, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. No confronto, além de ficar atento às bolas aéreas, o time espera manter o ótimo retrospecto apresentado neste ano no estádio. O fato foi ressaltado por Cicinho, que vê o campo da Portuguesa como um novo aliado palmeirense. “O Canindé virou a casa do Palmeiras e poderiam ser todos os jogos (como mandante) lá”, pediu.

O Palmeiras atuou cinco vezes neste ano no Canindé e venceu cinco jogos, sendo quatro como mandante e um como visitante (contra a Portuguesa, no Paulistão). Para completar, o time fez dez gols e não tomou nenhum nestes confrontos.