O Santos deverá confirmar nesta quarta-feira à tarde o fim da passagem de Cícero com a camisa do clube. Depois de treinar pela manhã no CT Rei Pelé, o meia chegou a entrar no ônibus do clube para seguir junto com a delegação em seguida até Feira de Santana (BA), onde o time enfrenta o Bahia, nesta quinta, pelo Campeonato Brasileiro, o jogador deixou o veículo poucos minutos depois e ficou no clube.

Com futuro indefinido, o jogador poderá ser tornar o mais novo reforço do Fluminense. O Santos confirmou que recebeu uma proposta do clube carioca, entregue pelo empresário do atleta, Eduardo Uram, e agora analisa a oferta.

Cícero havia recebido do Santos um prazo que venceria nesta quarta-feira para apresentar a proposta do interessado na sua contratação. Para não exceder o limite de jogos para poder se transferir para outra equipe da Série A do Brasileiro, o meio-campista pediu para não enfrentar o Flamengo no último domingo, no Morumbi.

Emprestado ao Santos até o final do ano pela Tombense, clube mineiro que pertence a Eduardo Uram, Cícero tem uma multa contratual de 6 milhões de euros estipulada em seu contrato. Inicialmente, 50% desta quantia caberia ao clube da Vila Belmiro em caso de rompimento do acordo, mas a diretoria santista adiantou liberá-lo por um valor menor caso chegasse uma outra proposta que atendesse aos interesses do clube.

O Santos não tem interesse em aumentar o salário atual de Cícero, de R$ 350 mil para R$ 500 mil, em valorização que já havia sido pedida pelo atleta anteriormente, assim como não quer seguir com o jogador caso o mesmo esteja descontente.

Antes de definir o seu futuro como jogador profissional, Cícero treinou como titular do Santos na manhã desta quarta. Ele atuou adiantado fazendo dupla com Gabriel na frente. Porém, sem a sua presença, Diego Cardoso ou Victor Andrade irão ocupar um lugar na equipe que pegará o Bahia. Sem Cícero, o técnico acabou relacionado Anderson Carvalho de última hora para o confronto.

O Santos treinou nesta quarta-feira com a seguinte formação: Aranha; Cicinho, Neto, Jubal e Zé Carlos; Alan Santos, Arouca, Renato e Lucas Lima; Gabriel e Cícero.