A ordem é não se abater e valorizar a boa campanha na Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca). Depois da única derrota do Vasco na competição, justamente na final contra o Fluminense (3 a 1, no último domingo), os jogadores ainda mostravam-se chateados nesta terça-feira. O técnico Cristóvão Borges tratou de animar o grupo e motivá-lo para a estreia na Taça Rio (segundo turno do Estadual), nesta quarta, às 19h30, contra o Bonsucesso, no estádio de São Januário.

“Nosso time é acostumado a ganhar e, quando perde uma decisão, fica engasgado. Por isso, esse é o tempo que se dá para refletir. Organizamos nossos pensamentos e vamos reagir”, disse Cristóvão Borges, que garantiu a participação do time titular.

Apesar do desgaste físico e emocional do clássico contra os tricolores, o treinador decidiu que só vai poupar a equipe principal no próximo sábado contra o Olaria. Na próxima terça, dia 6, há confronto capital contra o Alianza Lima (Peru), pela segunda rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores. No primeiro desafio, derrota para o Nacional (Uruguai) no Rio de Janeiro, no último dia 8.

“Vamos usar o fim de semana para trabalhar a equipe (titular). Portanto, vamos tratar a partida de amanhã (quarta) com muita seriedade, buscar a vitória e nos preparar melhor pensando na Libertadores”, destacou o técnico. “O jogo de amanhã (quarta) é importante para somarmos pontos na Taça Rio, mas a prioridade é a classificação para as oitavas da Libertadores”, frisou o meia Diego Souza.

A ausência é o zagueiro Dedé, que defendeu a seleção brasileira em amistoso contra a Bósnia-Herzegovina, nesta terça, na Suíça. O atacante equatoriano Carlos Tenório e o meia Matías Abelairas vão aparecer no banco de reservas e podem fazer suas estreias pelo Vasco.