César Cielo voltou a fazer história neste sábado. Dois dias depois de vencer os 100 metros livre com novo recorde mundial, ele conquistou mais uma medalha de ouro no Mundial de Esportes Aquáticos de Roma. Dessa vez, o nadador brasileiro ganhou os 50 metros livre, com novo recorde do campeonato: 21s08.

Na final deste sábado, César Cielo dominou a prova desde a largada, deixando os dois nadadores franceses, seus principais adversários nos 50 metros livre, para trás: Frederick Bousquet acabou sendo o medalhista de prata, com tempo de 21s21, e Amaury Leveaux ficou com o bronze, ao fazer 21s25.

Na última quinta-feira, César Cielo já tinha brilhado nos 100 metros livre, ao conquistar a medalha de ouro com o recorde mundial de 46s91. Agora, nos 50 metros livre, ele não atingiu o recorde mundial de Bousquet (20s94), mas fez a melhor marca do campeonato, que desde sexta era de George Bovell, de Trinidad (21s20).

 

“Fazer essa dobradinha é o sonho de muito velocista. Isso aqui é a realização de um sonho”, disse César Cielo, em entrevista à SportTV. Ele, no entanto, admitiu que planejava fazer menos de 21 segundos na final dos 50 metros livre. “Esperava nadar um pouco mais rápido, mas o importante é ganhar.”

Aos 22 anos, César Cielo já é o maior nadador brasileiro da história e um dos grandes nomes do Brasil no esporte. Além das duas vitórias no Mundial de Roma, ele teve uma performance fantástica na Olimpíada de Pequim, no ano passado, quando foi medalhista de ouro nos 50 metros livre e de bronze nos 100 metros livre.

Com mais essa vitória, o Brasil passa a ter quatro medalhas no Mundial de Esportes Aquáticos de Roma, em sua melhor performance na história. Além das duas de ouro de César Cielo, os brasileiros foram prata com Felipe França (50 metros peito) e bronze com Poliana Okimoto (prova de 5 quilômetros da maratona aquática).