Em reunião no Rio que contou com a participação de representantes das equipes, dos técnicos e dos atletas, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) definiu nesta segunda-feira mudanças no calendário da modalidade para as próximas três temporadas. Os detalhes ainda serão divulgados, mas a grande novidade é o aumento da duração da Superliga, principal competição nacional.

Nesta temporada, a Superliga começou no final de novembro e terminou no começo de abril. A partir de agora, deve ter mais um mês de duração. Enquanto isso, o período de maio a setembro seria destinado às atividades das seleções. Mas o calendário definitivo do vôlei brasileiro, que incluiria até mesmo novas competições, ainda será divulgado pela CBV nas próximas semanas.

“Esse foi um primeiro passo de uma escada que tem vários degraus. Teremos muito trabalho, já que pensamos num planejamento longo, traçando o calendário até 2016”, explicou Renato D’Ávila, superintendente técnico da CBV, após a reunião desta segunda-feira, que contou com os técnicos das duas seleções – Bernardinho (masculina) e José Roberto Guimarães (feminina).

“Temos que nos programar para que seja bom para todo mundo, seleções, clubes, e, por isso, nos reunimos para fazer um calendário adequado para que tudo caminhe bem até os Jogos de 2016. E foi muito legal porque houve a aprovação geral. Tudo está indo muito bem para tentarmos fazer o vôlei brasileiro cada vez melhor”, disse Zé Roberto, que também treina o time de Campinas.

Também participaram da reunião representantes de 17 times da última edição da Superliga e alguns dos principais jogadores do vôlei brasileiro. “Foi ótimo. Reunimos grande parte dos representantes das equipes masculinas e femininas e demos um grande passo em prol do vôlei brasileiro”, afirmou o veterano central Gustavo, que faz parte da Comissão dos Atletas.

“Achei a proposta do calendário muito interessante e acho muito importante o Zé Roberto e o Bernardinho tomarem a iniciativa de montar o calendário de forma que seja bom para as seleções e para os clubes. Criar novas competições e prolongar a Superliga também é algo muito válido. Estou muito satisfeita com esse encontro”, avaliou a oposto Sheilla.