O impasse entre Robinho, Real Madrid e seleção brasileira continua. Nesta terça-feira (12), dia em que a maioria dos jogadores se apresenta na Granja Comary, em Teresópolis, para o início da preparação para a Copa América, o atacante segue em Madri à espera de uma definição sobre sua situação.

De acordo com a Confederação Brasileira de Futebol, o jogador tem que se apresentar amanhã à seleção, como manda a Fifa – 14 dias antes do início de uma competição oficial. Se continuar no Real Madrid, não poderá jogar no final de semana contra o Mallorca, na última rodada do Campeonato Espanhol, sob o risco de ver sua equipe perder os pontos da partida.

"Essa data de apresentação surgiu porque é o prazo legal para os clubes liberarem os atletas convocados para as seleções (em amistosos e competições oficiais)", disse o assessor de imprensa da CBF, Rodrigo Paiva, à Agência Estado. "Se o jogo contra o Mallorca fosse hoje, não teria problema nenhum. Caso ele não apareça aqui na Granja Comary até amanhã, vamos estudar o caso e entrar com uma representação junto à Fifa, pois não queremos prejudicar a seleção nem o jogador.

Ainda de acordo com Rodrigo Paiva, caso o Real Madrid segure o atacante na Espanha até depois do jogo de domingo, a questão terá que ser resolvida entre Robinho e a CBF. "Ele pode até ficar na Espanha até a semana que vem. Mas quem vai decidir sobre essa questão será o Dunga. Não posso responder nada sobre isso agora", disse o assessor.