O zagueiro Leandro Castán minimizou nesta terça-feira o encontro da defesa corintiana com o meia Valdivia. Marcado pelo estilo irreverente, o jogador chileno se envolveu em polêmica em partida contra o Santo André, pela Copa do Brasil, ao fazer algumas firulas e dar o drible “chute no vento”. A situação, porém, não preocupa Leandro Castán para o duelo de domingo, no Estádio do Pacaembu, válido pelas semifinais do Campeonato Paulista.

“Meu pensamento é não tentar arrumar confusão. O Valdivia é um jogador experiente, cabe a ele ver o que vai fazer, não me preocupa. A minha preocupação é com o Corinthians”, afirmou, em entrevista à TV Bandeirantes. “Ele sabe o que é respeito, se acha que é normal, tem que ver os seus conceitos. Se fizer como deboche, não vale”, completou.

Apesar disso, Leandro Castán admitiu preocupação com Valdivia e Kleber para o clássico de domingo. “Vai ser difícil marcar eles, são bons jogadores. O Valdivia é mais meia, vai cair para o Ralf. E o Kleber para o Chicão. Não devemos mudar nossa forma de jogar, o Tite ainda vai conversar. Temos que marcar forte. O gol do Valdivia contra o Mirassol mostrou a qualidade dele. E o Kleber dispensa comentários. Mas o nosso time também tem o Liedson, que é o artilheiro do campeonato”, comentou.

Leandro Castán revelou ter gostado da decisão do Palmeiras de marcar o jogo com o Corinthians para a cidade de São Paulo e o Estádio do Pacaembu. “É um estádio que a gente conhece. Queríamos que o jogo fosse mesmo na capital, tem tudo para ser um grande jogo. O que importa é dentro de campo, vamos buscar a vitória”, declarou.