enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Casemiro Mior é o novo técnico do Atlético

  • Por Rodrigo Sell


te11130105.jpg

Depois de muitas sondagens, diretoria do Furacão acertou com o treinador gaúcho.

Acabou o mistério e a "garimpagem" do Atlético e Casemiro Mior será mesmo o comandante da equipe na Copa Libertadores da América. A diretoria do Rubro-Negro encontrou no gaúcho, que estava no Nacional da Ilha da Madeira, em Portugal, o profissional com o perfil exigido para buscar o inédito título do torneio sul-americano. O novo treinador acertou um contrato por um ano e se apresenta no CT do Caju na segunda-feira. Além dele, chegam o preparador de goleiros Almir Domingues e o preparador físico Márcio Correa.

"Nós ficamos 20 dias na pesquisa, na garimpagem de nomes, de brasileiros e estrangeiros, que estariam inseridos no perfil que a gente desejava e, finalmente, chegamos ao nome do Casemiro", confirmou João Augusto Fleury da Rocha, presidente do Atlético. Segundo o dirigente, Casemiro é um profissional jovem e inserido no mercado internacional, exigências da cúpula rubro-negra. "Ele se enquadra no modelo que o Atlético precisa, que é, através da eficiência científica, qualificar mais o futebol", explicou.

Para Fleury, o clube não está só contratando um treinador, mas investindo ainda mais no CT do Caju. "O CT é muito mais que centro de formação, é uma verdadeira escola de pesquisa de futebol fazendo com que nós possamos desenvolver o melhor do brasileiro", destacou. Assim, ele acredita que o novo treinador possa casar perfeitamente com essa filosofia. "Vamos aproveitar as nossas virtudes para fazer do Atlético uma referência nacional e internacional", apontou.

A intenção dos dirigentes é formar uma comissão técnica experiente para enfrentar a Copa Libertadores. Junto com Casemiro, já está confirmado o preparador de goleiros Almir Domingues, que já atuou e fez sucesso no próprio Atlético. O preparador físico Márcio Correa está em negociação e deverá chegar também. Ele estava no Grêmio e tem um bom relacionamento com o diretor técnico Antônio Carlos Gomes, que comanda a área científica do clube.

Despedida

O técnico Casemiro Mior chega hoje em São Paulo para acertar os detalhes e assinar contrato com o Atlético. Ele vem para a Baixada através de Baidek, que atuou com ele no Grêmio e agora é empresário de futebol. A pedido dos dirigentes do Nacional, o treinador volta para a Ilha da Madeira para dirigir a equipe contra o Sporting, pelo campeonato português.

Ontem, o treinador dirigiu a equipe na vitória sobre União Leiria, pela Taça de Portugal, classificando a equipe para a próxima fase.

Treinador chega na segunda ou Terça

Casemiro Mior se apresenta entre segunda e terça-feira. Antes de vir para o Brasil, o treinador se despede do Nacional da Ilha da Madeira, em Portugal, no domingo, contra o Sporting, pelo Campeonato Português. Ele deverá trazer também o auxiliar-técnico Ivo Vieira.

Ontem, Casemiro comandou a equipe do Nacional contra o União Leiria, pela Taça de Portugal, fora de casa e, mesmo com um time misto, conseguiu a vitória por 2 a 1. Após o jogo, ele ainda relutava em confirmar o que os dirigentes do Rubro-Negro já tinham confirmado. "Houve um contato comigo nos últimos dias, um convite irrecusável, mas não tem nada confirmado", desconversou.

Apesar da negativa, ele, inclusive, já acertou a transferência com os dirigentes do clube português. Para liberar o profissional dos últimos seis meses de contrato, a diretoria do Nacional só exigiu que Casemiro permaneça até domingo para comandar o time e se despedir. Com moral na Ilha da Madeira, ele cancelou a viagem que estava programada para hoje e permanece até domingo em Portugal.

Carreira

Vitorioso como jogador profissional, principalmente quando atuou de lateral-esquerdo pelo Grêmio e foi campeão mundial, Casemiro andou por Internacional e Coritiba, antes de iniciar a carreira de treinador. Na nova função, no entanto, o maior destaque foi justamente em Portugal. De treinador desconhecido e trajetória obscura, ele levou um time considerado pequeno à quarta colocação do Campeonato Português na temporada 2003-2004, que garantiu uma vaga na Copa da Uefa.

Apesar do relativo sucesso em Portugal, o treinador, de 47 anos, penou pelo interior e mercados pouco conhecidos. Iniciou a carreira na Inter de Limeira e passou por XV de Novembro/SP, Guarani/RS, Farroupilha, Chacao/VEN, Veranópolis, seleção de Hong Kong, entre outros. Seu último clube no Brasil, antes de rumar para a Ilha da Madeira, foi o Rio Claro.

Lima, finalmente, acerta

Além da chegada do técnico Casemiro Mior, o Atlético confirmou ontem também a contratação do meia Lima. O jogador estava mantendo a forma no CT do Caju e conversando com os dirigentes ao mesmo tempo. O Rubro-Negro adquiriu 30% dos direitos federativos do atleta junto ao Cruzeiro por R$ 500 mil e o ex-coxa-branca permanece na Baixada até o final desta temporada. O clube ainda procura um atacante e um lateral-direito.

O meia de 24 anos tenta no Rubro-Negro voltar a jogar o mesmo futebol que o despontou no cenário nacional em 2003. Lima começou a jogar e fez sucesso no Coritiba, o que lhe garantiu uma transferência para o Cruzeiro. Na Raposa, não repetiu o desempenho e acabou sendo emprestado ao Sporting Braga, onde também não se destacou. Dispensado do clube português e fora dos planos do time mineiro, Lima tenta a sorte no Furacão.

No entanto, ele terá que superar a identificação com o Coritiba, pois os torcedores não esqueceram a passagem dele pelo Alto da Glória. "Tive uma boa passagem pelo Coritiba, mas vai ser difícil andar pelas ruas porque o torcedor vai me encher o saco um pouquinho", diz. Mesmo assim, ele acredita que isso é coisa do futebol e vai saber superar. "Eu estava ao lado do Coritiba e, agora, estou do lado do Atlético e a vida segue", analisa.

Na Baixada, Lima espera dar a volta por cima e voltar a jogar mais. "A minha ida para o Cruzeiro e Portugal foi boa. Consegui boas coisas lá, então estou muito consciente aqui no Atlético e está tudo dando certo", destaca. Mesmo sendo considerado reforço para a Libertadores, Lima está disposto a atuar também no Campeonato Paranaense. "Eu estou pensando no Paranaense, tentar fazer bons jogos e, se o professor quiser, participar do outro grupo", aponta. O acerto com Lima não fecha o ciclo de contratações. O clube ainda busca um atacante e um ala-direito.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas