enkontra.com
Fechar busca

De Letra

esportes

CAS adia para fim de abril a definição do caso de regra de testosterona da IAAF

  • Por Estadão Conteúdo

A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) adiou nesta quinta-feira para o final de abril a sua decisão sobre o polêmico caso da atleta sul-africana Caster Semenya, que quer invalidar uma regulamentação fiscal para atletas do sexo feminino que produzem naturalmente uma grande quantidade de testosterona.

Ao final de uma semana de audiência, em fevereiro, a CAS, jurisdição suprema em questões esportivas, anunciou que tornaria pública a sua decisão “antes de 26 de março”. Mas nesta quinta-feira a corte, que tem sede em Lausanne, na Suíça, anunciou que “da audiência de 18 a 22 de fevereiro, as partes entregaram documentos complementares e decidiram adiar a decisão até o final de abril”. “Nenhuma data precisa foi definida ainda”, disse o órgão em um comunicado.

A CAS analisou por uma semana o recurso da campeã sul-africana contra o novo regulamento da IAAF (Associação Internacional de Federações de Atletismo, na sigla em inglês), que impõe às mulheres hiperandrógenas.

Hiperandrogenismo é um distúrbio endócrino comum das mulheres em idade reprodutiva caracterizada pelo excesso de andrógenos como testosterona, afetando entre 5% e 10% das mulheres.

Atual campeã mundial dos 800 metros, Caster Semenya espera defender o seu título em Doha, no Catar, entre os dias 28 de setembro e 6 de outubro deste ano – já ganhou em três oportunidades (Berlim-2009, Daegu-2011 e Londres-2017). A sul-africana é também bicampeã olímpica na mesma prova ao ganhar a medalha de ouro em Londres-2012 e no Rio-2016.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas