enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Capitão do Brasil vê ‘lição’ de Melo e Soares na Davis

Para ele, atletas brasileiros deram uma “lição de como jogar”

Depois de ver Marcelo Melo e Bruno Soares vencerem os irmãos Mike e Bob Bryan por 3 sets a 2, neste sábado, em Jacksonville, casa dos rivais, e manterem o Brasil vivo no confronto diante dos Estados Unidos no Grupo Mundial da Copa Davis, o capitão da equipe nacional, João Zwetsch, ressaltou que os seus pupilos deram uma aula de como se portar e de como atuar diante de rivais poderosos, que juntos formam a dupla mais vitoriosa da história do tênis.

“O Marcelo e o Bruno deram uma lição de como jogar. Mostraram um nível altíssimo de tênis, jogando na casa deles. É uma sensação incrível. A gente estava determinado a fazer um grande jogo e eles foram coroados por uma atitude corajosa, de personalidade, parabéns a eles”, afirmou Zwetsch, em entrevista ao SporTV.

O capitão do Brasil também não deixou de criticar Bob Bryan, que tentou desestabilizar os tenistas do País após vencer o segundo set com uma atitude provocativa, gritando virado para os outros integrantes da equipe nacional.

“No final do segundo set o Bob teve uma atitude deselegante e tentou sujar o jogo de alguma forma, mas não adiantou. A verdade é que o Marcelo e o Bruno jogaram melhor o tempo todo. Hoje (sábado) eles jogaram com garra, com o coração, como todo o pessoal do Brasil que jogou Copa Davis até hoje sempre fez”, completou, para depois confessar: “Estou um pouco emocionado porque foi um jogo muito emocional mesmo”.

Melo, por sua vez, admitiu que o duelo deste sábado era o maior desafio da carreira dele e de Soares como duplistas. “Estávamos jogando contra os Estados Unidos, contra a maior dupla da história, e que acabaram de ganhar o Australian Open”, enfatizou o brasileiro, antes de lembrar que ele e seu parceiro já entraram em quadra com vantagem no retrospecto dos duelos diante dos irmãos Bryan.

“A gente já tinha jogado três vezes contra eles e ganhado duas, e não iríamos afrouxar. Mais uma vez, eu e o Bruno mostramos nossa capacidade de jogar juntos. Fico feliz da vida de a gente poder dar a chance ao Brasil de tentar (bater os Estados Unidos) amanhã (domingo). Tenho certeza de que o Thomaz vai jogar bem e levar essa disputa para o quinto jogo, e se o Thiago precisar, vai dar também”, aposta, se referindo ao fato de que Bellucci fará o primeiro jogo do dia diante de John Isner e em seguida Thiago Alves pegará Sam Querrey.

Soares também não deixou de comemorar de forma efusiva o triunfo histórico obtido neste sábado. “Foi sensacional, tinha um grupo consagrado ali, mas nunca deixamos de acreditar na vitória”, ressaltou, para em seguida afirmar que a atitude polêmica de Bob Bryan após a vitória no segundo set não teve o efeito que o norte-americano queria. “Esse tipo de coisa está longe de tirar a gente do nosso foco”, assegurou.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas