Última adversária do Brasil na fase de grupos da Copa do Mundo, a seleção de Camarões tentará chegar ao confronto, marcado para o dia 23 de junho, em Brasília, com a classificação encaminhada para as oitavas de final. Afinal, o técnico da equipe africana, Volker Finke, disse encarar o confronto como um “bônus”.

“Primeiro temos de pensar no México e na Croácia. O Brasil é um jogo bônus. É muita emoção, eu acho que todos os jogadores, contra o Brasil, terão uma grande motivação, mas a dificuldade é maior”, disse Finke, que está em Florianópolis para o Congresso Técnico da Copa do Mundo.

Apenas em 46ºlugar no ranking da Fifa, a seleção de Camarões é a pior colocada entre as que compõem o Grupo A – o Brasil é o nono, a Croácia está em 16º e o México ocupa a 21ª colocação. Mesmo que aponte o favoritismo brasileiro, Finke revelou otimismo para a competição.

“O Brasil, em casa, é o grande favorito. Mas, nossos jogadores estão num bom espírito. Os outros países no nosso grupo estão melhor colocados, normalmente podemos dizer que eles são favoritos, mas entre nós não vamos dar desculpas, vamos trabalhar muito para ganhar os jogos”, disse.

Para isso, Finke aposta em uma preparação forte da seleção de Camarões, que inclui amistosos com Portugal, no dia 5 de março, e a Alemanha, em 1º de junho. “Nós chegamos seis dias antes do primeiro jogo, mas, vamos jogar várias partidas antes, na Alemanha, em Portugal, na Áustria, contra a Macedônia, por exemplo”, afirmou.

Finke também explicou que a questão climática pesou na decisão de ficar em Vitória, no Espírito Santo, durante a Copa do Mundo. “O nosso centro de treinamento é em um local que não é muito frio nem muito quente. É difícil de decidir, porque não é bom ir para uma região com clima em um desses extremos. Esse é o motivo de termos escolhido o lugar”, comentou.

Em sua sétima participação na Copa do Mundo, Camarões vai estrear diante do México na Arena das Dunas, em Natal, em 13 de junho. Depois, na Arena da Amazônia, em Manaus, em 18 de junho, enfrentará a Croácia. O jogo com o Brasil, encerrando a fase de grupos, será no dia 23, em Brasília, no Estádio Nacional Mané Garrincha.