O inglês Jenson Button e a Honda foram os grandes vencedores do GP da Hungria de F1, disputado ontem no circuito de Hungaroring. Piloto e escuderia obtiveram a primeira vitória na categoria.

Quase dois terços da prova foram disputados sob chuva. Isso causou erros e um resultado final jamais imaginado. Antes da largada, com Kimi Raikkonen, da McLaren, e Felipe Massa, da Ferrari, ocupando a primeira fila, imaginava-se um duelo particular entre os dois, com Rubens Barrichello correndo por fora.

Com o sinal verde, Kimi Raikkonen preservou a 1.ª colocação, mas Felipe Massa teve problemas de estabilidade na pista molhada e foi ficando para trás. Rubens Barrichello, que largou com pneus para chuva, assumiu o segundo lugar, mas também perdeu rendimento conforme a pista ia secando.

O líder do campeonato, Fernando Alonso, viu a liderança cair em seu colo quando Raikkonen atropelou Vitantonio Liuzzi, da Toro Rosso, e deixou a prova.

O espanhol da Renault ia acalantando a vitória, vendo Michael Schumacher digladiar com os pneus que mal calçavam a Ferrari, quando Jenson Button iniciou uma corrida perfeita. A pista semi-molhada aumentou a performance da Honda e o inglês foi tirando a vantagem de Alonso. De repente, uma parada desastrada nos boxes pôs fim à corrida do espanhol. Uma das rodas não foi bem apertada e a Renault mal retornou à pista e teve de parar.